Underwater Photographer of the Year: as imagens impressionantes do fundo do mar

Underwater Photographer of the Year

Foi divulgada esta semana a lista dos vencedores do concurso Underwater Photographer of the Year 2017. A competição internacional recebeu 4.500 fotografias de profissionais de 67 países.

Quem levou o prêmio principal foi o fotógrafo francês Gabriel Barathieu, com o “Polvo Dançante”, na imagem que abre este post. O registro foi feito em uma ilha do arquipélago de Mayotte, na costa da África, entre Moçambique e Madagascar.

Barathieu esperou pacientemente até que a maré baixasse para conseguir fazer a imagem do animal. Com apenas 30 cm de profundidade, a lagoa ficou rasa o suficiente para que a luz natural criasse a composição ideal que o fotógrafo tinha em mente. Foi utilizada uma lente grande-angular para dar a dimensão do tamanho do polvo.

Confira abaixo os demais vencedores em suas respectivas categorias:

British Underwater Photographer of the Year
Out of the Blue” – Nick Blake
Península de Yukatán, México

Underwater Photographer of the Year

Categoria: Grande angular
“Frozen Hunting”- Fabrice Guerin
Andenes, Noruega

Underwater Photographer of the Year

Categoria: Macro
Larval Lionfish”- Steven Kovacs
Palm Beach, Flórida

Categoria: Naufrágio
The Haunted Room” – Nadya Kulagina
Mar Morto, Israel

Categoria: Comportamento
Your Home and My Home” – Qing Lin
Canadá

Categoria: Comportamento
Dolphins Hunting – Greg Lecoeur
Port Saint Johns, África do Sul

Categoria: Comportamento
The Contenders” – Simone Caprodossi
Magdalena, México

Fotos: divulgação Underwater Photographer of the Year 2017

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta