Sebastião Salgado é homenageado pelo ‘Sony World Photography Award’ por sua “destacada contribuição à fotografia”

⁠”Suas imagens, expostas em importantes instituições culturais e destacadas em publicações de todo o mundo, se transformaram em símbolo do jornalismo fotográfico contemporâneo“, destacou a World Photography Organisation (WPO) ao anunciar que o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado foi escolhido para receber a ‘Contribuição Extraordinária para a Fotografia do Sony World Photography Awards 2024.

Segundo a instituição, a distinção homenageia uma pessoa ou grupo de pessoas que tiveram impacto significativo no meio fotográfico. “Um dos fotógrafos mais talentosos e mundialmente celebrados da atualidade, Sebastião Salgado alcançou renome internacional por suas notáveis composições em preto e branco capturadas ao longo de uma carreira de mais de 50 anos”.

Foto realizada na Etiópia, em 2004, do livro e exposição Êxodos

Sobre a homenagem, Salgado declarou: “Sinto-me honrado por receber este prêmio e por saber que o meu trabalho tem chegado ao público. A fotografia é o meu modo de vida, é a minha linguagem. E, ao longo da minha carreira sempre estou interessado em capturar o momento histórico em que vivemos e contar as histórias da nossa espécie e do nosso planeta”.

E completou: “Um fotógrafo fotografa com a sua herança e no meu trabalho procuro explorar a nossa experiência humana partilhada”.

Sebastião Salgado é um dos maiores fotógrafos vivos de retratos e natureza reconhecido por seus projetos épicos em preto e branco. Suas obras integram coleções de diversos museus e instituições importantes ao redor do mundo, além do acervo de importantes colecionadores.

Bombeiros tentam conter os incêndios nos poços de petróleo destruídos pelas tropas de Saddam Hussein, no Kuwait, em 1991. Esta foto faz parte da série produzida por Sebastião Salgado para reportagem publicada no jornal NY Times

Como parte da celebração dos concursos Sony, de 19 de abril até 6 de maio de 2024, será apresentada, no centro cultural Somerset House de Londres, uma mostra retrospectiva com fotografias de sua autoria que representam os principais temas e marcos ao longo de sua carreira nos últimos 50 anos.

Galápatos, no Equador (2004)

A seleção será feita pelo próprio fotógrafo e terá imagens de seus primeiros projetos como Ouro (1986) e Trabalhadores (1993), e séries mais recentes como Gênesis (2011) e Amazônia (2019). A mostra “explora complexidades e nuances universais da vida em nosso planeta, revelando suas angústias e dificuldades, bem como sua extraordinária beleza”, ressalta a WPO.

Indígena Yawanawá
Xamã Yanomami em ritual no Pico da Neblina, Amazonas (2014)

Como 17º agraciado do prêmio, Sebastião Salgado se junta a nomes icônicos da fotografia como William Klein (2012), William Eggleston (2013), Elliott Erwitt (2015), Martin Parr (2017), Candida Höfer (2018), Graciela Iturbide (2021), Edward Burtynsky (2022) e Rinko Kawauchi (2023), entre outros.

Os vencedores das competições estudantis, juvenis, abertas e profissionais dos prêmios Sony World Photography de 2024 serão anunciados em 18 de abril no site da World Photography Organisation.

Leia também:
Em parceria com a Sotheby’s, Sebastião Salgado lança coleção de NFTs da Amazônia para arrecadar fundos para o Instituto Terra
‘Amazônia’ de Sebastião Salgado no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro
Sebastião Salgado apresenta a Amazônia preservada e seus guardiões
Sebastião Salgado recebe Prêmio Imperial do Japão, considerado o ‘nobel das artes’
“Desejo que em 50 anos este não seja o registro de um mundo perdido”, diz Sebastião Salgado sobre seu novo livro ‘Amazônia’
Gilberto Gil se une a Sebastião Salgado em campanha para plantar um milhão de árvores por ano
Sebastião Salgado recebe prêmio, em Davos, por sua liderança na abordagem da desigualdade e sustentabilidade

Foto (destaque): Renato Amoroso/divulgação

Deixe uma resposta

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.