Papa Francisco pede pela Amazônia e apoia vigília por sua proteção


Ele esteve na Colômbia e incluiu em seu roteiro uma ação simbólica: uma benção às águas da Amazônia, em Villavicencio. Atento a tudo que acontece com a floresta amazônica, – a maior, mais diversa e mais bela floresta tropical do mundo – em discurso para os bispos em Bogotá o pontífice falou do bioma também. “A Amazônia é uma prova decisiva pra todos nós! Para verificarmos se a nossa sociedade – quase sempre reduzida ao materialismo e ao pragmatismo – é capaz de proteger o que recebeu gratuitamente, de não roubá-la, mas de torná-la frutífera”.

Neste momento em que o governo de Temer declara ‘guerra’ aos recursos naturais, às matas, às águas, à nossa riqueza verdadeira, para beneficiar apenas os negócios promovidos pelo extrativismo – lembremos do que propõem os políticos ruralistas e simpatizantes contra a Floresta Nacional do Jamanxim e a Renca -, é bom saber que o Papa está de ouvidos, olhos e coração voltados para o Brasil.

Sim, o Congresso não retomou o projeto de lei contra Jamanxim e a abertura da Renca foi interrompida por um tribunal federal alguns dias após seu anúncio, o que fez o governo voltar atrás e congelar decreto por 120 dias. Mas sabemos que este governo ilegítimo continua explorando métodos alternativos para continuar avançando sobre a Amazônia, também para exploração internacional.

Mas o Papa não está sozinho. Além de se unir a outros líderes religiosos pela proteção ambiental – com o Tempo da Criação, celebração mundial de orações e de ações pela proteção do meio ambiente, lançada no início deste mês, que vai até 4/10 (falamos disso, aqui, no Conexão Planeta) -, conta também com o apoio de líderes católicos em todo o mundo, guiados por seus pensamentos progressistas.

Assim, o Movimento Católico Global pelo Clima (que reúne mais de 400 organizações e uma comunidade de milhares de católicos), a Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam) e outras organizações criaram uma vigília pela Amazônia, incentivando que os fiéis rezem pela integridade da Amazônia e de seus povos e se oponham às más notícias sobre a exploração da floresta.

Tomás Insua, diretor executivo do movimento global destaca que “a Amazônia é essencial para a saúde geral do nosso planeta. Produz 20% de todo oxigênio do mundo e armazena milhões de toneladas de carbono. Como o Papa Francisco disse na Laudato Si’, somos chamados a ‘ouvir o grito da terra e do grito dos pobres’. Proteger a Amazônia é certamente parte da resposta ao chamado urgente do Papa Francisco para cuidarmos da nossa casa comum”.

Foto: Aleteia Image Department/Creative Commons

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na Claudia e Boa Forma, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado o maior portal no tema pela UNF. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na Claudia e Boa Forma, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, considerado o maior portal no tema pela UNF. Integra a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade.

Deixe uma resposta