Pior índice dos últimos dez anos: aumento do desmatamento na Amazônia chega a quase 30% em 2021

Segundo a análise do Imazon, de janeiro a dezembro do ano passado foi devastada uma área de mata nativa que equivale à metade do estado de Sergipe. Um fato bastante preocupante é que revela onde está concentrado o desmatamento: 47% dele foi registrado em territórios federais

Ler mais

MapBiomas pode lançar novo sistema de alerta do desmatamento no Cerrado se governo abandonar monitoramento do bioma

Consórcio de ONGs, universidades e empresas de tecnologia desenvolveu sistema que pode ser ativado “a qualquer momento” para evitar impacto de apagão de dados do Inpe: o órgão anunciou falta de recursos para continuar monitorando destruição do segundo maior bioma do país

Ler mais

Oito das maiores redes de supermercados da Europa anunciam que não comprarão mais carne brasileira associada ao desmatamento

Entre as empresas estão Sainsbury, Carrefour Bélgica e um dos maiores grupos de varejo da Holanda. “Este não é um compromisso vago ou um anúncio de marketing em um comunicado de imprensa. Esta é uma série de ações comerciais concretas tomadas por alguns dos maiores supermercados da Europa para parar de comprar e vender carne de uma empresa e de um país que fez muitas promessas e entregou poucos resultados ”, diz Nico Muzi, diretor da organização Mighty Earth

Ler mais

Mais de 15% das espécies de libélulas do mundo estão em risco de extinção devido à degradação de rios e pântanos

“Pântanos e outras áreas úmidas podem parecer improdutivos e inóspitos para os humanos, mas eles fornecem serviços essenciais, como armazenamento de carbono, fornecimento de água potável e alimentos, assim como habitats para uma em cada dez espécies conhecidas no mundo”, alerta Bruno Oberle, diretor geral da IUCN

Ler mais

Marcas da moda, como Zara, Prada e Nike, são coniventes com desmatamento da Amazônia brasileira, denuncia organização internacional

Segundo a organização internacional Stand.Earth mais de 100 empresas do setor importam couro do Brasil e muitos de seus fornecedores estão diretamente ligados ao desmatamento ilegal da floresta

Ler mais

Das cerca de 10 mil onças-pintadas da Amazônia, quase 1.500 foram mortas ou deslocadas nos últimos anos

Entre as principais causas para esse declínio estão a caça ilegal e o aumento do desmatamento e dos incêndios florestais devido à ação de madeireiros, garimpeiros e da indústria agropecuária. “O desaparecimento desses predadores pode gerar impacto em todo o ecossistema, por meio de um efeito cascata, que começa com o aumento de suas presas”, alerta Ivan Baptiston, analista ambiental do ICMBio

Ler mais

Txai Suruí denuncia criação de gado em cemitério indígena Uru-Eu-Wau-Wau, em Rondônia

Ela publicou dois posts em seu perfil no Instagram, ilustrados com fotos produzidas no local. Na mesma rede social, dias depois, Txai reproduziu o post da atriz e ativista Emma Watson – que a apresenta para seus seguidores. Hoje, 29/11, a jovem indígena que discursou na COP26 para os grandes líderes e seu pai, o cacique Almir Suruí, participam do programa de entrevistas Roda Viva, da TV Cultura

Ler mais

Marcelino Apurinã, o plantador de florestas

Num canto do Brasil onde desmatar virou palavra de ordem, ‘seu Marcelino’ conjuga diariamente o verbo semear. Disposto a ser semente de novas florestas ele planta tucumã, castanheira, andiroba no meio da mata na Terra Indígena Caititu, no município de Lábrea, sul do Amazonas

Ler mais

Terra Indígena Piripkura, no MT, é devastada pela boiada e coloca em risco os dois últimos sobreviventes dessa etnia, revelam imagens aéreas

Fazendas de gado, com pistas de pouso e estradas estão tomando o território e destruindo a floresta que é a casa de Baita e Tamandua, sobreviventes do extermínio iniciado nos anos 70. Documentário homônimo, de 2018, já denunciava o risco que os dois corriam, quando a Funai ainda os protegia

Ler mais

Desmatamento na Amazônia bate novo recorde: 13.235 km2 entre agosto/2020 e julho/2021, o maior índice desde 2006, relata Inpe

Esta é a terceira alta consecutiva do governo Bolsonaro, que representa 22% de aumento em relação ao período anterior. É também a primeira vez que o índice sobe por quatro anos seguidos, desde que as medições começaram a ser feitas, em 1988. O ministro do meio ambiente e o presidente já tinham conhecimento, mas omitiram os dados durante a reunião do G20 e a COP26

Ler mais