PUBLICIDADE

Mulher é presa no aeroporto de Manaus tentando transportar ilegalmente 12 raias vivas

Mulher é presa no aeroporto de Manaus tentando transportar ilegalmente 12 raias vivas

Doze raias vivas da espécie Potamotrygon motoro, conhecida popularmente como arraia-olho-de-pavão, arraia ocelada ou arraia motoro, foram apreendidas no Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, na noite da quinta-feira (04/04). Uma mulher, proprietária da “carga”, foi presa em flagrante pela Polícia Federal.

Um funcionário da Receita Federal suspeitou que havia algo errado, já que os documentos apresentados pela mulher informavam que os animais nas caixas seriam peixes tucunarés, mas na verdade, eram raias. Descobriu-se então que a nota estava adulterada.

Segundo a Polícia Federal, as raias são de de espécie rara e tinham como destino a cidade de São Paulo, onde seriam comercializadas em lojas especializadas de animais para aquários.

Registros revelaram que a mulher presa “já enviou um total de 628 volumes com características semelhantes desde janeiro de 2022, levantando preocupações sobre atividades ilegais contínuas.”

A ação, com a coordenação do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Ibama) e da Polícia Federal, envolveu o Serviço de Vigilância e Repressão e a Equipe de Cães de Faro da Receita Federal de Manaus.

A mulher vai responder agora ao crime de comércio ilegal de animais silvestres e uso de documentação falsa.

As raias foram encaminhadas para o Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama, em Manaus.

Mulher é presa no aeroporto de Manaus tentando transportar ilegalmente 12 raias vivas

As caixas onde as raiais estavam identificadas como peixes tucunaré
Foto: divulgação Polícia Federal

Operação Aquarium em Macaé

A Polícia Federal fez uma operação ontem também na região dos Lagos, no Rio de Janeiro, para combater esse mesmo tipo de comércio, de animais marinhos vendidos para uso em aquários.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão na cidade de São Pedro da Aldeia. A PF recebeu relatórios de fiscalização do Ibama que apontavam o envio ilegal de 22 peixes ornamentais de diversas espécies do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, para o Aeroporto Internacional de Belém, no Pará.

“A carga havia sido comercializada por uma empresa sediada em São Pedro da Aldeia, a qual tem como foco a venda de peixes ornamentais para o exterior. A fiscalização constatou que a nota fiscal apresentada pela referida empresa estava em desacordo com os animais presentes no interior da carga, dentre eles espécimes de Linckia guildingi, uma estrela-do-mar que consta da Lista Oficial da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção, os quais chegaram mortos em Belém”, diz a nota da PF.

Mulher é presa no aeroporto de Manaus tentando transportar ilegalmente 12 raias vivas

Peixes encontrados na empresa ilegal de São Pedro da Aldeia
Foto: divulgação Polícia Federal

A proprietária da empresa foi presa e responderá pelos crimes de comércio ilegal de animais de espécie rara ou considerada ameaçada de extinção e falsidade ideológica. A mulher já havia sido investigada e indiciada em 2020, todavia, continuou praticamente os crimes.

Os 140 animais marinhos apreendidos na operação foram soltos, posteriormente, por uma equipe de mergulhadores do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) na Reserva Extrativista Marinha de Arraial do Cabo.  

A Operação Aquarium foi deflagrada após investigações sobre cargas enviadas do
Aeroporto Santos Dumont, no Rio, para Belém, no Pará
Foto: divulgação Polícia Federal

*Com informações exclusivas fornecidas pela Freeland Brasil

Leia também:
PF faz operação contra tráfico de animais no Rio e descobre participação de servidores públicos
Ibama apreende 60 ovos de aves silvestres com turista chinês no aeroporto de Guarulhos

Mais de 80 animais são encontrados em malas em aeroporto da Tailândia, entre eles, um panda-vermelho
Operação internacional apreende milhares de animais vivos e partes de outros mortos

———————————————

Agora, o Conexão Planeta também tem um canal no WhatsApp. Se você quiser se inscrever para receber nossas notícias, acesse esse link, ative o sininho e receba as novidades direto no celular

Foto de abertura: © Raimond Spekking / Wikimedia Commons

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE