PUBLICIDADE

Equitação vegana? A verdade sobre os vídeos que viralizaram nas redes sociais

Equitação vegana? A verdade sobre os vídeos que viralizaram nas redes sociais

Nos últimos dias viralizaram nas redes sociais vídeos de competições de hipismo em que os cavalos de verdade são substituídos por cavalinhos de pau, feitos de madeira, brinquedo que já foi popular no passado. A especulação era de que a modalidade seria uma versão de equitação vegana para evitar maus-tratos a esses animais.

Todavia, a competição que ocorreu dessa vez na cidade de Seinäjoki, na Finlândia, já é realizada há anos e não tem relação nenhuma com o veganismo. Promovido pela Finnish Hobbyhorse Association, o evento celebra uma tradição cultural do país escandinavo.

Apenas jovens atletas do sexo feminino, entre 12 e 25 anos, participam da competição que, assim como o hipismo com cavalos reais, envolve um circuito onde, nesse caso, com o cavalo de pau, elas desenvolvem uma série de provas, como por exemplo, a corrida com obstáculos. A única diferença em relação ao cavalo de brinquedo é que o utilizado aqui tem um cabo de madeira bem menor.

As competidoras são então avaliadas por um júri e as melhores apresentações premiadas. E há diversas regras para participar do evento. O cavalo deve representar alguma raça real e não são aceitos mestiços ou outros animais de pau.

Apesar das piadas da internet, por pessoas que não conhecem essa prática na Finlândia, por lá o assunto é sério. O país afirma que inventou o cavalo de pau e por isso tem orgulho de valorizar tradições ligadas a ele.

Além da competição anual, há feiras especializadas na venda desses brinquedos e grupos de colecionadores.

“Nós, finlandeses, temos muito orgulho de dizer que os cavalos de pau modernos vêm da Finlândia e começaram a crescer como uma tendência durante o século XIX. Hoje em dia você pode encontrar cavalinhos de pau em qualquer lugar do mundo”, diz o site da Finnish Hobbyhorse Association. “O bom desse hobby é que todo mundo pode fazer em qualquer lugar, então dê um cavalo para seu filho e deixe-o brincar!”.

Infelizmente, diferente da competição finlandesa que estimula o bem-estar físico e o lúdico, provas de hipismo ou corridas com cavalos reais são alvo de muitas críticas por entidades de proteção aos animais.

Este ano, sete cavalos morreram na Kentucky Derby, a mais famosa competição dos Estados Unidos. Os bichos passam por treinos exaustantes, sofrem maus-tratos, e em alguns casos, são dopados.

Outro caso que repercutiu mundialmente foi o do bicampeão olímpico de hipismo, Mark Todd, de 65 anos, suspenso de competições depois de ser flagrado agredindo um cavalo, em 2022 (leia mais aqui).

Equitação vegana? A verdade sobre os vídeos que viralizaram nas redes sociais

Jovem competindo em uma das provas no evento na Finlândia
(Foto: reprodução Finnish Hobbyhorse Championships)

Leia também:
Stella McCartney provoca polêmica ao levar cavalos para desfile na Semana de Moda de Paris
Após proibição de passeios de charretes com cavalos, Petrópolis adota modelos elétricos e tuk-tuks
Amazona holandesa desiste de prova nos Jogos Olímpicos por amor a seu cavalo

Foto de abertura: reprodução Finnish Hobbyhorse Championships

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE