‘Bumba Meu Boi’ é reconhecido como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

Em 2011, a maior festa da cultura popular do Nordeste, o Bumba Meu Boi do Maranhão, foi considerada Patrimônio Cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Agora, a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciencia e a Cultura) o presenteia com o reconhecimento internacional de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. A escolha aconteceu em 11/12, em reunião de seu Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda, em Bogotá, na Colômbia.

Na verdade, o Bumba Meu Boi é mais do que uma festa: é um Complexo Cultural que compreende uma grande variedade de estilos, de performances musicais, dramáticas e coreográficas, além do artesanato, das indumentárias e de instrumentos musicais. Não só. “Estabelece uma relação intrínseca entre a fé, a festa e a arte fundamentada na devoção aos santos juninos (São João, São Pedro e São Marçal), nas crenças em divindades de cultos de matriz africana e na cosmogonia e lendas da região”, explica o Iphan, em seu site.

Veja as imagens da fotógrafa Andrea Goldschmidt, especializada em festas populares brasileiras, no final deste post.

O título da Unesco é especialmente importante neste momento obscuro do país – também para a Cultura – e não só trará ainda mais valor para esta manifestação cultural, como lhe dará mais visibilidade e proteção. “No dossiê construído para a candidatura estão previstas ações de salvaguarda que terão que ser cumpridas para garantir que essa expressão cultural não se perca de sua essência”, declarou o Iphan, em nota.

Para o superintendente do Iphan no Maranhão, Mauricio Itapary, “os grupos que o compõem ainda poderão usar esse reconhecimento internacional como instrumento de ampliação do acesso às políticas públicas de fomento à cultura, de sensibilização das autoridades acerca de seu valor e importância e, também, de reivindicação de seus direitos coletivos“.

O Bumba Meu Boi concorreu com outras 429 expressões culturais inscritas para integrar a Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco deste ano e, segundo o Iphan, está de acordo com os conceitos da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco de 2003

Agora, há seis bens culturais brasileiros na lista de Patrimônios Culturais Imaterias da Humanidade da Unesco:

1. A Arte Kusiwa, pintura corporal e arte gráfica do povo indígena Wajãpi (desde 2003)

Foto: Heitor Reali

2. O Samba de Roda, no Recôncavo Baiano (2005)

Foto: Luiz Santos / Divulgação Iphan

3. O Frevo: expressão artística do Carnaval de Recife (2012)

Foto: Divulgação/Iphan

4. O Círio de Nossa Senhora de Nazaré (2013)

Foto: Divulgação Iphan

5. A Roda de Capoeira (2014)

Foto: Divulgação/Embratur

6. e o Bumba Meu Boi do Maranhão (2019).

Agora, aprecie a riqueza e a diversidade dessa manifestação cultural ímpar nos belos registros da fotógrafa Andrea Goldschmidt:

Fotos do Bumba Meu Boi: Edgar Rocha/Iphan (destaque) e Andrea Goldschmidt

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta