Vazamento de quase 500 mil litros de petróleo atinge praias e animais no litoral da Califórnia

Vazamento de quase 500 mil litros de petróleo atinge praias e animais no litoral da Califórnia

O rompimento de um oleoduto subterrâneo na costa oeste dos Estados Unidos no final de semana passado provocou o vazamento de 476 mil litros de petróleo cru, aproximadamente 3 mil barris, nas águas da Califórnia. A região mais afetada é a de Orange County, onde várias praias foram fechadas, como Huntington e Newport Beachs. Depois que moradores da área alertaram as autoridades sobre o cheiro forte de óleo e manchas no mar na noite de sexta-feira, a Guarda Costeria confirmou a contaminação no sábado.

A empresa responsável pelo vazamento, a Beta Offshore, uma subsidiária da Amplify Energy Corporation., com base no Texas, fechou o oleoduto logo que foi informada do acidente e está ajudando nas medidas de contenção do desastre. Equipes de órgãos municipais, estaduais e federais trabalham em conjunto para evitar que o petróleo atinja novas localidades e também, no resgate de animais sujos com o petróleo.

“Infelizmente, uma vez que o óleo é derramado, é tarde demais. Como estamos aprendendo novamente no sul da Califórnia, uma vez que o desastre ocorreu, podemos apenas tentar minimizar os danos ”, afirma Chad Nelsen, CEO da Surfrider Foundation, uma das organizações que está ajudando no trabalho. “É por isso que a Surfrider Foundation tem se oposto sistematicamente a novas perfurações de petróleo offshore e pedimos que você se junte a nós nessa oposição. Precisamos de uma forte resposta pública para combater os interesses especiais que estão constantemente pressionando por mais perfurações ao longo de nossas preciosas costas”.

Nelsen ressalta que acidentes como este não são raros. Pelo contrário. Desde 1986, ocorreram quase 8 mil rompimentos de tubulações de petróleo, quase 300 por ano em média, derramando uma média de 76 mil barris por ano.

Vazamento de quase 500 mil litros de petróleo atinge praias e animais no litoral da Califórnia

Óleo na água de Huntington Beach, praia famosa entre surfistas

Peixes e aves marinhas já foram encontrados mortos nos 65 km de praias onde o petróleo vazou. O Departamento de Pesca e Vida Selvagem dos Estados Unidos proibiu a pesca na região.

Vazamento de quase 500 mil litros de petróleo atinge praias e animais no litoral da Califórnia

Mapa mostra área afetada pelo vazamento

A previsão inicial é de que a limpeza de toda a área contaminada pelo óleo possa levar semanas, ou até, meses.

“Em um ano repleto de questões incrivelmente desafiadoras, este derramamento de óleo constitui uma das situações mais devastadoras que nossa comunidade enfrentou em décadas. Estamos fazendo tudo ao nosso alcance para proteger a saúde e a segurança de nossos residentes, nossos visitantes e nossos habitats naturais”, diz Kim Carr, prefeita de Huntington Beach.

Vazamento de quase 500 mil litros de petróleo atinge praias e animais no litoral da Califórnia

Ave sendo tratada: 95% do corpo estava coberto por óleo

*Com informações da prefeitura de Huntington Beach, Surfrider Foundation e o jornal The Guardian

Leia também:
Maior árvore do mundo, sequoia gigante da Califórnia, é protegida com cobertor contra incêndio que se aproxima
14 mil bombeiros trabalham para controlar 17 diferentes incêndios na Califórnia

Fotos: abertura e ave sendo tratada, reprodução Twitter Oiled Wildlife Care Network (OWCN), e demais City of Huntington Beach

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta