Ursos “fazem a festa” em parques fechados dos Estados Unidos

Ursos "fazem a festa" em parques fechados dos Estados Unidos

Famoso pelas sequoias gigantes, penhascos impressionantes, belíssimas cascatas d’água e a presença de rica vida selvagem, Yosemite, na Califórnia, é um dos parques nacionais mais visitados dos Estados Unidos. No ano passado, 4,4 milhões de pessoas estiveram por lá. Mas, assim como outros parques do mundo inteiro, atualmente ele está fechado devido à pandemia de coronavírus. Ruim para os turistas, mas ótimo para os ursos e todos os outros animais que vivem ali.

Há cerca de 300 a 500 ursos pretos no Yosemite National Park. Apesar de não ter havido um aumento de sua população recentemente, desde que o parque foi fechado em meados de março, eles podem ser vistos com muito mais facilidade. Sem a presença dos visitantes e veículos circulando pelas estradas, especialmente nessa época do ano, o início da primavera no Hemisfério Norte, esses animais têm se aventurado em novos lugares.

Na semana passada, a bióloga e guarda florestal Katie Patrick, participou de uma live no Facebook e falou mais sobre o comportamento dos ursos.

“Eles estão literalmente andando pelas estradas para chegar onde precisam ir”, contou. “Na maior parte do tempo, acho que eles estão “fazendo uma festa”, brincou.

Kate explicou como alguns ursos em Yosemite são monitorados através de colares, assim é possível para os biólogos entenderem melhor seus hábitos e saber por onde eles andam no parque.

Durante a live, a guarda revelou que há pouco a equipe tinha registrado a atividade de um macho grande em um prado próximo. Pouco tempo depois, o urso foi filmado por um voluntário (que estava seguro, dentro de um ambiente fechado).

“O urso ficou sentado no galho por um tempo e depois lutou para decidir como voltar em segurança, tornando este um dos mais divertidos avistamentos de vida selvagem que tivemos nesta primavera!”, disse Kate.


Por causa da pandemia do COVID-19 e o consequente isolamento social imposto por governos do mundo inteiro, muitos animais têm se aventurado por espaços urbanos ou retomado seus habitats originais, “invadidos” pelos seres humanos.

Curiosidades sobre os ursos pretos

– Cor: a maioria deles não é preta, mas marrom e, até bege, ou marrom avermelhada;
– Dieta: principalmente gramíneas e frutas vermelhas, mas as nozes são seu alimento preferido no outono;
– Hibernação: temperatura corporal reduzida, pulsação e respiração economizam energia;
– Reprodução: as fêmeas dão à luz, enquanto em hibernação, a uma ninhada de um a três filhotes;
– Jovens: os filhotes permanecem com a mãe até os 16 a 17 meses de idade

Ursos "fazem a festa" em parques fechados dos Estados Unidos

Um urso preto jovem

Fonte: Yosemite National Park

Leia também:
Cisnes e peixes voltam aos canais de Veneza, patos à Roma e golfinhos à Sardenha, com a quarentena do coronavírus na Itália
Vídeo de tartarugas em águas limpas na Baía de Guanabara viraliza nas redes sociais. Será efeito da quarentena?
Por causa do inverno mais quente, ursos estão hibernando menos e quando acordam, não encontram alimentos
Ursos polares famintos invadem vilarejo em arquipélago na Rússia
Trump muda regras para caça e volta a permitir métodos cruéis contra ursos e lobos

Foto: reprodução Yellowstone National Park e Yosemite National Park (filhote)

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta