Ucraniana que viralizou em foto durante resgate de animais está em segurança, cuidando de 30 cães e dez gatos

Ucraniana que viralizou em foto durante resgate de animais está em segurança, cuidando de 30 cães e dez gatos

A foto de Anastasiya Tykha tentando fugir da Ucrânia com vários cães com problemas de mobilidade e usando cadeiras de rodas comoveu o mundo inteiro e se tornou uma daquelas imagens que simbolizam todo o horror da guerra e o desespero daqueles que estão no meio desse conflito – sejam seres humanos ou animais.

O registro da estudante de Veterinária, que tem 20 anos, foi feito por acaso, na região de Irpin, que estava sendo fortemente bombardeada. Há quatros anos ela e o marido, Arthur Lee, tinham um abrigo de animais, a maioria deles abandonados nas ruas, entre eles, alguns com membros amputados ou bastante doentes. No momento que a guerra começou, havia cães, gatos, tartarugas, hamsters, além de camaleões e lagartos no local.

Quando chegou um momento em que não havia mais água nem eletricidade no abrigo e o casal foi alertado por amigos que era hora de abandonar a cidade, os dois decidiram ir embora, mas levando todos os animais.

“Qual é a diferença – doente ou saudável? Suas vidas não são menos valiosas. Eles são todos muito bons. São inválidos porque sofreram muito nas mãos do homem”, disse Anastasiya na época.

A imagem que viralizou nas redes sociais foi tirada quando a jovem e o marido tentavam cruzar uma ponte, destruída pelos russos. Nela, a ucraniana aparece segurando vários cães.

Todavia, durante a fuga, que durou três horas, quatro cachorros se assustaram com o barulho dos tiros e explosões e escaparam das coleiras, entre eles, Zeus, um beagle que pertencia ao casal.

Anastasiya e Arthur foram encaminhados para uma área nos arredores de Kiev com os animais. Mas ela não sossegou enquanto não conseguiu voltar a Irpin para tentar encontrar os cães perdidos. Passaram primeiro num abrigo de cães abandonados, mas Zeus tinha retornado à residência do casal. Infelizmente, os demais morreram.

Com o recuo das tropas russas da região de Kiev, recentemente a estudante e o marido voltaram a Irpin. Moram numa casa nova, alugada, e cuidando atualmente de 30 cachorros e dez gatos. Muitos foram abandonados pelos vizinhos que fugiram.

Anastasiya tem um perfil no Instagram em que compartilha o dia-a-dia com os animais e os oferece para adoção. Mais uma história de muito resiliência e generosidade em meio às atrocidades da guerra.

 Anastasiya, com o beagle Zeus no colo

*Com informações da reportagem do jornal The Guardian feita pelo jornalista Daniel Boffey

Leia também:
Organizações correm contra o tempo para resgatar animais de estimação e em abrigos na Ucrânia
Jovem ucraniana, que se negou a fugir e a abandonar os animais, é morta a tiros após entregar comida em abrigo próximo de Kiev
Bastante debilitada, tigresa de zoológico de Kharkiv, cidade destruída pela guerra, é transferida para o Kiev Zoo, na capital da Ucrânia
Sasha foi deixado com poucos dias de vida num abrigo na Polônia e sua dona, que fugiu da Ucrânia, prometeu voltar para buscá-lo

Foto: autor desconhecido/Reddit/Handout

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta