PUBLICIDADE

Turista é chifrada e arremessada a três metros após chegar perto demais de bisão em parque nos Estados Unidos

Turista é chifrada e arremessada a três metros após chegar perto demais de bisão em parque nos Estados Unidos

Quantas vezes será necessário avisar? Alertas e alertas são dados, mas algumas pessoas insistem em desobedecer as recomendações. Animais selvagens são selvagens e seres humanos devem manter distância deles. Novamente, um caso sobre o ataque de um bicho ganha as manchetes internacionais revelando a teimosia de alguns e o perigo envolvido nessas atitudes. Uma mulher de 25 anos foi chifrada por um bisão e arremessada a três metros de altura no Yellowstone National Park, nos Estados Unidos, após chegar perto demais do animal.

O acidente aconteceu na segunda-feira, 30/05, e através de suas redes sociais a administração do parque tornou o fato público. A turista de Ohio estava num calçadão e um bisão se encontrava próximo. Ela então decidiu chegar mais perto, a 3 metros do animal, que então acelerou em sua direção e a atacou. Duas outras pessoas que também estavam próximas foram atingidas.

A mulher foi levada para o hospital com diversos ferimentos, entre eles, uma lesão por perfuração.

Vale lembrar que um bisão pode pesar mais de 1 tonelada e consegue atingir uma velocidade superior a 60 km por hora. Está entre os animais considerados mais perigosos para visitantes em parques americanos.

Em Yellowstone há avisos para que os turistas mantenham uma distância de 23 metros desses animais.

“A vida selvagem no Parque Nacional de Yellowstone é selvagem e pode ser perigosa quando abordada. Quando um animal estiver perto de um acampamento, trilha, calçadão, estacionamento ou em uma área desenvolvida, dê espaço a ele. Fique a mais de 23 metros de distância de todos os grandes animais – bisões, alces, carneiros selvagens, veados, alces e coiotes e pelo menos 90 metros de distância de ursos e lobos. Se necessário, vire-se e vá para o outro lado para evitar interagir com um animal selvagem nas proximidades”, alertou novamente a administração do parque.

O bisão-americano (Bison bison) é o maior animal terrestre da América do Norte. Esses bovinos selvagens podiam ser vistos em rebanhos que beiravam os milhões em pradarias num passado muito distante. Sua distribuição foi tão ampla que a espécie era encontrada desde o Alasca até o norte do México.

Quando os primeiros colonizadores europeus colocaram o pé em terras norte-americanas, os bisões foram caçados e mortos até praticamente a extinção. No século 19, restaram menos de 100 deles na natureza. Hoje podem ser avistados em pequenas populações, em geral dentro de reservas de proteção.

Em outubro do ano passado, uma mulher que ficou perto de uma ursa com filhotes em Yellowstone para tirar fotos recebeu sentença de prisão e multa de 2 mil dólares. “O parque não é um zoológico onde os animais podem ser vistos dentro da segurança de um recinto cercado. Aproximar-se de uma ursa-parda com filhotes é absolutamente estúpido”, afirmou na época o advogado que representou o parque, após a decisão judicial.

Leia também:
Caso de jovem mordida por filhote de urso reforça alerta sobre perigo de interação entre seres humanos e animais selvagens
Homem morre durante corrida de touros na Espanha
Homem em Curitiba “se gaba” nas redes sociais de interação indevida e perigosa com capivaras em parque da cidade

Foto: domínio público/pixabay

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE