Tucano brasileiro ganha prótese de resina no bico feita em impressora 3D

Tucano brasileiro ganha prótese de resina no bico feita em impressora 3D

Pirata é um tucano-toco (Ramphastos toco) que vive no Zoológico de Brasília. Em 2016, ele precisou ganhar uma prótese no bico inferior. Apesar de ter funcionado bem nos últimos quatro anos, recentemente a ave começou a ter problemas para se alimentar.

Para conseguir desenvolver uma nova prótese, que fosse mais leve e resistente, foram realizados diversos testes, pesquisas técnicas e exames pelos veterinários dentistas do zoológico, que chegaram à conclusão que a melhor opção seria uma em resina fotossensível, feita em uma impressora 3D.

“Essa prótese foi feita para encaixar perfeitamente, além de ser bem mais leve em relação a anterior. Fizemos um pré-design com uma similar de plástico e molde de gesso que nos levou à definitiva”, explica Thiago Hirano, engenheiro mecânico responsável pela criação da prótese.

O procedimento cirúrgico do Pirata levou cerca de duas e envolveu o trabalho de três médicos veterinários e Hirano.

“Limpamos bem a região onde foi encaixada a prótese e utilizamos um fio de cerclagem para fixá-la no bico. Também preenchemos os espaços com resina acrílica para maior fixação”, revela Maria Eduarda Fontella, médica veterinária especializada em odontologia.

Pouco tempo depois da cirurgia, Pirata já estava bem e comendo novamente. Tucanos se alimentam de frutas, insetos, ovos, pequenos lagartos, roedores e aves pequenas.

O bico da ave é fundamental para ela se alimentar, já que ela o usa como um pinça.

Comunm na região do Cerrado, o tucano-toco também é chamado popularmente de tucanuçu, tucanaçu, tucano-grande e tucano-boi.

Leia também:
Arara brasileira é primeira ave do mundo a receber prótese metálica impressa em 3D
Tartaruga ferida ganha cadeira de rodas feita de Lego

Foto: divulgação Zoológico de Brasília

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta