Justiça condena União, Funai e o estado de MG por campo de concentração indígena Krenak, durante ditadura militar

Entre outras ações, a juíza determinou que, num prazo de seis meses, seja realizada uma cerimônia pública, com a presença de representantes das vítimas, na qual, além de reconhecer as violações de direitos dos povos indígenas, as três instituições peçam desculpas ao povo Krenak. No mesmo período, a Funai deve concluir a demarcação da Terra Indígena Krenak de Sete Salões e restaurar terras degradadas que pertencem a esse povo

Ler mais