Mais de 20 ONGs internacionais pedem que Brasil investigue criador alemão responsável por programa das ararinhas-azuis

Em carta enviada à ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, e ao ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, 24 organizações do mundo todo, incluindo algumas do Brasil, alertam o governo sobre a transferência e o comércio de espécies de aves endêmicas brasileiras. A ACTP é parceira do Brasil no programa de reintrodução e tem feito transferências de aves para zoológicos e criadores, algo visto com preocupação por especialistas em conservação

Ler mais

Governo não reconhece parceria entre ACTP e zoológico da Índia, para onde araras brasileiras foram enviadas

Mais um capítulo dessa história polêmica e que deixa ainda mais delicada a relação entre o governo brasileiro e a Association for the Conservation of Threatened Parrots (ACTP), criadouro particular de aves da Alemanha, parceiro do Brasil no programa de reprodução em cativeiro e reintrodução da ararinha-azul na Bahia

Ler mais

ACTP afirma que informou governo brasileiro sobre envio de araras para zoológico da Índia

Há dois dias o Ibama e o ICMBio disseram que não foram consultados sobre o envio de araras de espécies brasileiras para a Índia, mas numa nota divulgada hoje o criadouro alemão, parceiro do governo no programa de reintrodução da ararinha-azul, contradiz as autoridades ao declarar que elas foram informadas em 2022. Além disso, a ACTP reitera que não houve venda de animais, apenas “empréstimo”

Ler mais

Ministério do Meio Ambiente se mantem calado sobre venda de araras brasileiras no exterior

Após denúncia da venda de aves a zoológico na Índia e sobre proposta a ser debatida na reunião da CITES para estímulo ao comércio das ararinhas-azuis e de lear, o governo brasileiro ainda não se pronunciou sobre o assunto. Documentos obtidos pelo Conexão Planeta mostram que a ACTP, parceira alemã do programa de reintrodução da ararinha, tem “poder de decisão soberano”

Ler mais

Mais doze ararinhas-azuis são soltas no refúgio de vida silvestre em Curaçá, na Bahia

Ararinhas se juntam às demais aves reintroduzidas em junho. Todas possuem transmissores acoplados a um colar, assim como anilhas e microchips, para serem monitoradas. Assim como na primeira soltura, o novo grupo tem a companhia de araras-maracanãs, que servem como guias e “professoras” para a adaptação à vida selvagem

Ler mais

Ararinhas-azuis reintroduzidas em reserva na Bahia são flagradas acasalando e mais serão soltas em dezembro

Há boas e más notícias vindas da Caatinga baiana, onde em junho, oito ararinhas-azuis foram soltas num Refúgio de Vida Silvestre criado especificamente para a reintrodução da espécie, em Curaçá, após 20 anos da extinção na natureza

Ler mais

Semanas após soltura, ararinhas-azuis se adaptam bem à nova vida

Depois de 22 anos extintas na natureza, no último dia 11 de junho, oito ararinhas, que estão sendo monitoradas de perto pela equipe do refúgio de vida selvagem em Curaçá, voltaram a voar livres pelos céus da Caatinga

Ler mais

Ararinhas-azuis: o retorno tão esperado é envolto em denúncias e falta de transparência

Organizações de conservação internacional questionam a origem do dinheiro usado para o financiamento do programa de repatriação das aves e a falta de informação do governo brasileiro sobre os termos da parceria com criador alemão

Ler mais

50 ararinhas-azuis devem chegar ao Brasil até o final do ano

De volta pra casa! Finalmente. Ou melhor, ao seu habitat original, depois de serem extintas na natureza. Em novembro, as aves, criadas em cativeiro na Alemanha, serão levadas para Centro de Reprodução e Reintrodução, em Curaça, na Bahia

Ler mais

Petição internacional pede investigação ao governo alemão sobre criador de ararinhas-azuis

Quase 48 mil pessoas já assinaram petição cobrando da Agência de Conservação da Natureza da Alemanha esclarecimento sobre o trabalho de Martin Guth, criador que possui 90% da população global da espécie e é um dos responsáveis pela reintrodução da ave no Brasil

Ler mais