Seattle manterá ruas fechadas permanentemente a carros para que pessoas possam se exercitar

Seattle manterá ruas fechadas permanentemente a carros para que pessoas possam se exercitar e andar de bicicleta

Para conter a disseminação do novo coronavírus, a prefeita da cidade americana de Seattle, Jenny Durkan, implementou temporariamente o projeto Stay Healthy Streets (Ruas Seguras e Saudáveis, na tradução para o português).

O objetivo da medida era garantir que, durante o período de isolamento social, certas ruas ficassem fechadas para a circulação de carros e dessa maneira, pudessem ser usadas pela população para se exercitar – caminhar, correr, andar de bicicleta ou de skate.

Na semana passada, a prefeita anunciou que o projeto piloto se tornará permanente e mesmo após o fim da pandemia, as ruas continuarão fechadas para os veículos para que os moradores ganhem mais espaço para suas atividades e hobbies.

“Ao avaliarmos como fazer as mudanças que nos mantêm seguros e saudáveis, sustentáveis a longo prazo, devemos garantir que Seattle esteja se reconstruindo melhor do que antes. As Ruas Seguras e Saudáveis são uma ferramenta importante para as famílias de nossos bairros saírem, exercitarem-se e desfrutarem do clima agradável. A longo prazo, essas ruas se tornarão bens preciosos em nossos bairros ”, afirmou Jenny.

As ruas fechadas foram escolhidas porque estão localizadas em áreas com poucas opções de espaço aberto (áreas verdes de lazer). Apenas veículos de de entrega, socorristas, equipes de saneamento e residentes terão acesso permitido nesses locais.

A prefeitura de Seattle também irá ampliar sua rede de ciclovias para estimular a mobilidade urbana utilizando a bicicleta.

Com cerca de 745 mil habitantes, Seattle é a capital de Washington, que registrou os primeiros casos da COVID-19 nos Estados Unidos, em casas de idosos. O estado tem, até agora, 16 mil pessoas contaminadas e as mortes passam de 900.

“Assim como cada um de nós deve se adaptar a um novo normal, a nossa cidade também. É por isso que estamos anunciando uma abordagem criativa e ágil para investir rapidamente em uma rede de locais para que pessoas, de todas as idades, possam andar e pedalar”, diz Sam Zimbabwe, diretor do Departamento de Transportes de Seattle.

Cartaz de divulgação do projeto Ruas Seguras e Saudáveis

Leia também:
França e Alemanha incentivam uso de bicicleta para evitar aglomerações em transporte público devido ao coronavírus

Nova York vai investir US$1,7 bilhão em infraestrutura para melhorar a segurança de ciclistas e pedestres
Amsterdam, a cidade das bicicletas
Oslo dá subsídio para população de US$1.200 para compra de bicicletas elétricas
Número de bicicletas ultrapassa o de carros em Copenhague
Noruega anuncia construção de estradas para bicicletas ao redor das maiores cidades do país

Foto: prefeitura de Seattle

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta