Satish Kumar, educador e líder espiritual, fala dos temas de seu novo livro ‘Alma, Solo e Sociedade’, em 8/12, em SP

satish-kumar-no-brasil
Um único homem pode não mudar o mundo sozinho, mas com certeza pode fazer transformações em si que gostaria de ver no mundo. Esta poderosa mensagem de Gandhi é a filosofia que move inúmeros líderes espirituais, entre eles o monge indiano Satish Kumar, ativista ambiental e da cultura de paz.

Referência mundial em Sustentabilidade Ambiental e Social, ele tem uma visão integrativa da Economia. É fundador do Schumacher College (Totnes, Devon, no Reino Unido),  editor da revista inglesa Resurgence & Ecologist; doutor honorário em Educação pela Universidade de Plymouth; em Literatura pela Universidade de Lancaster e em Direito pela Universidade de Exeter. Satish ganhou, entre outros, o prêmio concedido pela Jamnalal Bajaj Foundation (Índia) por seu engajamento na difusão do pensamento gandhiano.

Pois Satish está em São Paulo, neste mês de dezembro, para a celebração de um ano da Escola Schumacher Brasilfilial do centro internacional de estudos para sustentabilidade que fundou, em 1991, no sul da Inglaterra -, para encontrar alunos e professores, além de fazer palestra aberta ao público sobre os temas de seu novo livro: Alma, Solo e Sociedade.

O encontro será realizado pela Associação Palas Athena, Escola Schumacher Brasil e SESC, no próximo dia 8/12,  às 19h, no SESC Vila Mariana, em São Paulo (os ingressos serão distribuídos com uma hora de antecedência).

Ambiente natural, bem-estar pessoal e valores humanos

Muito carismático, o líder espiritual sempre procura destacar – tangto em suas falas como em seus escritos – a importância de cada ser humano extrapolar a satisfação pessoal para se reconhecer como uma grande comunidade. Somos todos um, afinal!

Ultimamente, os grandes temas das palestras de Satish Kumar são ensinamentos de seu mais novo livro – Solo, Alma e Sociedade, em que alerta para as contradições deste momento em que vivemos, no qual buscamos felicidade e riqueza, desconsiderando a finitude dos recursos naturais e condenando o futuro de todos.

Ele fala da tríade que dá nome ao livro para nos inspirar para uma nova forma de ver e estar no mundo já que estamos vivendo a Era da Ecologia. Por isso, é tão imprescindível cuidar do ambiente natural (solo), manter o bem-estar pessoal (alma) e elevar os valores humanos (sociedade).

E, para garantir o futuro sustentável, ele sugere que nos transformemos com Mente, Mãos e Coração, que é a filosofia que orienta suas escolas.

Foto: Divulgação

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta