“Queria que minha mãe estivesse viva para ver isto”, disse Mano Brown ao receber título de ‘Doutor Honoris Causa’, na Bahia

“Qual é seu vulgo? Me chamem de doutor!”, brincou o rapper e apresentador Mano Brown, líder do grupo Racionais MC’s, em seu Instagram, em 1/1, após receber o titulo de Doutor Honoris Causa da Universidade Federal do Sul da Bahia, em cerimônia no Teatro Municipal Candinha Dórea, na cidade de Itabuna.

A proposta de concessão do título foi feita pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da Universidade Federal do Sul a Bahia (UFSB), e aprovada pelo Conselho Universitário, por unanimidade – em agosto, como contamos aqui.

O órgão reconheceu a importância do artista não só no âmbito musical – no hip hop e no rap -, mas também como “símbolo de autenticidade e por representar a voz dos moradores da periferia”. O podcast Mano a Mano, na plataforma Spotify, também foi considerado na avaliação.

E destacou a importância do artista no Hip Hop e a música rap, e que ele é aclamado por conta da sua “autenticidade e por representar a voz dos moradores da periferia“.

A intenção da UFSB era entregar o título no mês da Consciência Negra, e assim foi. Aberta por apresentações de artistas locais como cantores, poetas e bailarinos, a celebração foi marcada por momentos comoventes, entre eles o discurso de Brown, no qual homenageou a mãe baiana, Ana Soares, que faleceu em 2016 aos 85 anos, em São Paulo, para onde se mudou aos 15 anos.

“Voltar à Bahia e receber este título é muito simbólico, porque minha mãe saiu daqui humilhada, se sentindo a pior pessoa de todas. Queria que ela estivesse viva para ver isso”, contou.

O artista também destacou sua ligação com a Bahia: “Quero agradecer à Bahia por esse reconhecimento, porque tinha que ser aqui mesmo. Esse é o meu lado étnico, que eu mais ostento. Tenho orgulho em dizer que sou afrobaiano”. E completou: “Aqui é a Bahia, onde o Brasil é mais Brasil”.

A indicação faz parte das celebrações de 10 anos da universidade. 

A seguir, veja alguns registros lindos de Jef Delgado na cerimônia de entrega do título, que foram publicados por Brown, em seu Instagram:

Leia também:
– Mano Brown receberá título de ‘Doutor Honoris Causa’ de universidade da Bahia
 (agosto 2023)
– Davi Kopenawa, líder e xamã Yanomami, recebe o primeiro título de Doutor Honoris Causa concedido pela Unifesp (maio 2022)
A escritora e filósofa Sueli Carneiro é a primeira mulher negra a receber o título de ‘Doutor Honoris Causa’ da Universidade de Brasília(setembro 2022)
– Davi Kopenawa, xamã e principal líder Yanomami, recebe título de ‘Doutor Honoris Causa’ concedido pela Universidade Federal de Roraima(agosto 2022)
– Ailton Krenak recebe título de ‘Doutor Honoris Causa’ da Universidade de Brasília: é o primeiro indígena agraciado com a honraria pela instituição(dezembro 2021)
– Sabedoria indígena na universidade: Ailton Krenak recebe título de Doutor Honoris Causa da Universidade Federal de Juiz de Fora (fevereiro 2016)

_____________________

Foto (destaque): Jef Delgado/Irmãos Delgado (divulgação)

Deixe uma resposta

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.