Quatro jovens ursas que ‘trabalhavam’ em circo são levadas para santuário de vida selvagem no Vietnã

Saffron, Ginger, Pepper e Chili (Açafrão, Gengibre, Pimenta e Chilli) são os nomes das mais novas moradoras do Vietnam Bear Rescue Center, um santuário de vida selvagem no Parque Nacional de Tam Dao, no Vietnã. As quatro ursas fêmeas têm pouco mais de dois anos. Todas eles pertenciam ao Circo Central de Hanoi, que abriu mão dos animais depois que o governo do país recebeu um relatório da organização Animals Asia, que relatava o sofrimento psicológico e físico imposto em circos a estes bichos, e determinou o fim do uso deles como atração nesse lugares.

“Tudo o que elas conheceram depois de serem tiradas de suas mães na selva foi a energia maníaca, louca e completamente anormal do circo. Durante os últimos anos, nós, como espécie, como humanos, ensinamos que elas não podem confiar em nós, que coisas novas são assustadoras e perigosas. E, embora elas estejam seguras aqui conosco, e estamos dando a elas tudo de que precisam apenas para serem ursos, leva tempo para entenderem isso e para confiarem em nós”, afirmou Heidi Quine, diretora do santuário.

As quatro ursas estão sendo chamadas carinhosamente de “Spice Girls”. Depois de passar por um período de quarentena, elas foram submetidas a exames veterinários. “Elas estão com boa saúde geral, embora naturalmente houvesse alguns problemas que já esperávamos por terem vivido em circo”, disse a veterinária Shaun Thomson.

A especialista explica que uma parte importante da integração de animais resgatados é fazer com que seus corpos se movam. Após anos em jaulas ou sendo forçados a realizar atos “não naturais”, os corpos costumam ficar fracos e danificados e precisam ser fortalecidos para se tornarem fortes e ágeis novamente. Para isso, a equipe do santuário oferece “brinquedos” como vassouras de palha, folhas de bananeira e sacos de juta para que as ursas se divirtam, ou ou melhor, os destruam!

Inicialmente as quatro não estão juntas. Duas se adaptaram rapidamente ao novo ambiente, mas as demais estão levando mais tempo para se sentir à vontade ali.

Infelizmente, as ursas nunca poderão voltar à vida selvagem. Ao serem retiradas de suas famílias, não receberam da mãe o aprendizado vital para sobreviverem na natureza.

Mas pelo menos, poderão viver dignamente, com todos os cuidados necessários, sendo bem-tratadas e com um convívio social saudável entre outros membros da própria espécie.

Desde que a Animals Asia começou a fazer campanha contra a utilização de bichos como “atração”, mais de 15 circos no Vietnã abraçaram a causa e entregaram seus animais para organizações. O que ainda existe, no país, entretanto, são fazendas de criação de ursos. O próximo objetivo da ONG é também dar um basta nesse tipo de comércio criminoso e brutal!

Leia também:
Após anos em circos, mais de 30 elefantes ganham novo lar em santuário de vida selvagem na Flórida

Bambi, a futura moradora do Santuário dos Elefantes Brasil, em breve estará em seu novo lar no Mato Grosso
Flagrantes revelam treinamento cruel de elefantes usados em atrações turísticas
Circo alemão faz espetáculo fascinante ao substituir animais reais por hologramas
Portugal proíbe uso de animais selvagens em circos

Foto: Animals Asia

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Quatro jovens ursas que ‘trabalhavam’ em circo são levadas para santuário de vida selvagem no Vietnã

  • 28 de agosto de 2021 em 8:53 AM
    Permalink

    Voltar à natureza, mesmo que estivessem em condições psico físicas ideais, seria expo-las a novos riscos, além dos exploradores de animais, já que caçadores não estão presos em jaulas, como deveriam estar. Circos com animais ainda são uma das páginas dantescas da Historia, que o público infantil adora porque desconhece que malabaristas, mágicos, palhaços e trapezistas estão ali por vontade própria. Animais NÃO.

    Resposta

Deixe uma resposta