PUBLICIDADE

Projeto ‘O Mar Começa Aqui’ convida estudantes a desenhar em ruas e bueiros próximos a escolas

Olhar para um bueiro de um jeito diferente. E conseguir imaginar até onde chega o que entra naquele vão. Arte e conscientização ambiental de mãos dadas para celebrar o Dia Mundial dos Oceanos, celebrado todos os anos em 8 de junho.

Essa é a proposta da campanha O Mar Começa Aqui. O Mar Começa Em Ti, direcionada para escolas e estudantes de todo o Brasil.

Como ainda faltam 20 dias para a efeméride, dá tempo de todos se prepararem para as atividades, que incluem o desenvolvimento de tintas não poluentes.

A campanha é da organização planetapontocom que propõe que, até a data comemorativa, estudantes façam intervenções artísticas nas ruas e nos bueiros próximos às escolas como trabalho de conscientização sobre o lixo na natureza e publiquem nas redes sociais com a hashtag #OMarComeçaAqui.

“A conscientização sobre a importância de manter as cidades limpas e do impacto que o lixo causa nas ruas, inclusive nos oceanos, é uma lição de cidadania, afirma Silvana Gontijo, presidente da ONG.

“Quanto antes crianças e adolescentes se entenderem como protagonistas das cidades, melhor para o meio ambiente”, completa a educadora.

A ideia é usar tintas que não sejam tóxicas à natureza e sejam produzidas na própria comunidade escolar a partir de amido de milho, água e corante (veja a receita no final deste post).

Estima-se que cerca de 80% do lixo nos mares é resultado de detritos lançados nas ruas e rios.

O resultado das ações será divulgado no Facebook e no Twitter, e em exposição virtual promovida pela Revista planetapontocom, disponibilizada gratuitamente para professores de todo o país.

A atividade é inspirada no projeto O mar começa aqui (que cedeu a foto que ilustra este post) promovido pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) desde 2020, que mobiliza escolas de diferentes cidades em Portugal na conscientização da conservação de recursos hídricos e de todo ecossistema que os engloba.

Inscreva-se pelo e-mail: contato@planetapontocom.org

Agora, anote a receita da tinta atóxica:

Ingredientes:
– 1 copo de água
– 1 colher de sopa de amido de milho
– Gotas de corante ou gelatina (para dar cor à tinta).

Dissolva o amido de milho no copo de água. Em uma caneca ou panela, leve ao fogo e mexa até cozinhar e ficar transparente. Escolha a cor do corante (ou gelatina), pingue algumas gotas e mexa. Está pronta a tinta sem agrotóxicos!

Em breve, a receita estará disponível no site e nos materiais que a planetapontocom compartilhará no Facebook e no Twitter.

Leia também:
A cada minuto jogamos um caminhão cheio de plástico nos oceanos
Bueiro ecológico: Bonito, no Mato Grosso do Sul, lança projeto para ajudar a preservar o rio Formoso e afluentes

Foto: Projeto O Mar Começa Aqui/divulgação

Comentários
guest

3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ana Maria Agra
Ana Maria Agra
1 ano atrás

Gostei desse incentivo dos estudantes fazerem arte nos buracos em todo Brasil

Marlene Zannin
Marlene Zannin
1 ano atrás

Maravilhosa a ideia e o projeto!

Mirian
1 ano atrás

Maravilhosa mesmo essa ideia. Bem que podiam fazer isso como algo permanente, para que cresçam com essa mentalidade de manter a cidade limpa. Obrigada pela postagem.

Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE