Projeto de lei propõe fim dos zoológicos no Rio Grande do Sul e criação de santuário para animais

Projeto de lei propõe fim dos zoológicos no Rio Grande do Sul e criação de santuário para  animais

O deputado estadual Rodrigo Maroni (PSDB), do Rio Grande do Sul, apresentou na quarta-feira (22/06) um projeto de lei na Assembleia Legislativa propondo o fim dos zoológicos no estado. O parlamentar defende que os animais que vivem nesses lugares sejam transferidos para um santuário de preservação ambiental, a ser instituído também por lei.

“Não pode ter pessoas que vejam ainda que isso é um entretenimento uma diversão. Não pode ter pessoas que acreditem que uma vida inteira atrás das grades seja boa. Não é possível alguém acreditar que esse cubículo triste, frio e isolado seja um lugar feliz… A pior perda de qualquer ser é a perda da liberdade e da vida”, afirma Maroni.

O deputado explica que a visitação no santuário seria proibida ao público, assim como já acontece em outras instituições brasileiras, como o Santuário de Elefantes Brasil, no Mato Grosso, e o Rancho dos Gnomos, no interior de São Paulo. Ambos abrigam animais silvestres que, infelizmente, não podem mais ser devolvidos à natureza porque não sobreviveriam mais lá.

Maroni defende ainda que os funcionários que trabalham atualmente em zoológicos em funcionamento sejam relocados para outras funções na Secretaria Estadual do Meio Ambiente.

Vale ressaltar, entretanto, que muitos zoológicos no Brasil e em outros países realizam um importantíssimo trabalho de conservação, em especial, com espécies ameaçadas de extinção.

Ao longo das últimas décadas houve muitas mudanças na maneira como essas instituições funcionam. De um modelo ultrapassado, em que esses eram lugares onde animais exóticos ficavam expostos para serem vistos pelos seres humanos, os zoos modernos se tornaram centros de estudo, pesquisa e também, de reprodução em cativeiro de diversas espécies, e com isso, são aliados fundamentais para a preservação da biodiversidade.

*Com informações da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul

Leia também:
Muito além do entretenimento, zoos e aquários têm função educativa e de pesquisa da vida selvagem
Zoológicos: a transição de um modelo exploratório para importantes aliados da pesquisa e conservação
Incoerência no direito animal: de um lado, cães e gatos com forte proteção legal. Do outro, crueldade na criação industrial de bois, porcos e aves
Papagaios-de-peito-r
oxo, nascidos em zoológico de Curitiba, ajudam a repovoar área em Santa Catarina, onde espécie foi extinta

Foto: domínio público/pixabay

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.