Água limpa e abundante para a Caatinga, a Mata Atlântica e o Cerrado

programa-agua-brasil-peruacu-eduardo- aigner
Criado em 2010, o Programa Água Brasil parceria entre WWF-Brasil, Agência Nacional de Águas (ANA), Banco do Brasil e Fundação Banco do Brasil – termina os primeiros cinco anos do projeto com um balanço muito positivo e intenso. Eis os números!

Atendeu cerca de 11 milhões de pessoas (direta ou indiretamente), atuando em três biomas: Caatinga e Cerrado onde ajudou no desenvolvimento da produção agroecológica de alimentos, e Mata Atlântica, no qual impulsionou o crescimento da produção sustentável de cana-de-açúcar e a diminuição de até 30% nos custos de sua recuperação florestal.

Na microbacia de Pipiripau (foto abaixo), no Distrito Federal, o programa tornou possível o aumento da oferta de água para mais de 37 mil pessoas que moram nas cidades de Planaltina e Sobradinho. Em Guariroba e Campo Grande, no Mato Grosso, a água atendeu mais de 40 mil pessoas.

No Norte e no Sul do Brasil, realizou trabalhos de conscientização sobre consumo e gestão de resíduos sólidos com mais de 50 mil pessoas.

Nesta primeira fase do Programa Água Brasil, foram investidos R$ 58 milhões.

programa-agua-brasil-piripipau-df-eduardo- aigner
Agora, no segundo ciclo – que vai deste ano até 2020 -, o investimento será de R$ 50 milhões e tem estes objetivos:
– aumentar a disponibilidade hídrica e a cobertura de vegetação nativa nas bacias atendidas pelo Programa;
– desenvolver modelos de negócios para promoção da restauração e manejo de florestas, eficiência hídrica e energética;
– conscientizar a sociedade sobre o uso inteligente da água e do meio ambiente e
– realizar novos estudos e desenvolver novas ferramentas para o gerenciamento de risco socioambiental.

No campo, o programa se voltará para o Cerrado, bioma considerado o berço das águas no Brasil. Nessa região, estão parte de seis das oito grandes bacias do país, como a Amazônica e a do São Francisco. E há mais um fator importante: esse bioma está ameaçado e precisa de inovação para intensificar e aprimorar a gestão de recursos.

programa-agua-brasil-lencois-eduardo- aigner

Fotos: Programa Água Brasil/Eduardo Aigner: Peruaçu/MG (Parque Nacional das Cavernas), Piripipau/DF e Lençóis 

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Um comentário em “Água limpa e abundante para a Caatinga, a Mata Atlântica e o Cerrado

Deixe uma resposta