Primeiro coala nascido no Taronga Zoo Sidney, em um ano, sai da bolsa da mãe depois de oito meses

Ao nascer, o bebê coala imediatamente se esconde na bolsa da mamãe e fica lá por até seis meses. Mas Humphrey quis ficar um pouco mais.

Recentemente, para alegria dos veterinários, tratadores e da direção do Zoológico Taronga, em Sidney, Austrália, ele resolveu sair. E, esta semana, a instituição o apresentou para a imprensa.

Durante a sessão de fotos, o pequeno coala – que deve ter oito meses – ficou boa parte do tempo aninhado por cima da barriga da mamãe Willow. Depois, agarrado às suas costas, experimentou folhas de eucalipto. E parece que gostou.

Todos os dias, Humphrey sai e entra da barriga da mãe diversas vezes. Ainda. Mas, em alguns meses, isso não será mais possível porque ele ficará grande demais.

É importante destacar que cada bebê coala que nasce no Zoológico Taronga faz parte do programa de reprodução e se configura em uma vitória contra a possível extinção da espécie, prevista até 2050.

Faz mais de um ano que um filhote de coala não é visto no Taronga Zoo. E como Humphrey estava um pouco preguiçoso, a expectativa era grande.

Ele foi batizado com esse nome pomposo em homenagem a um dos maiores e mais antigos apoiadores financeiros do zoológico, “que torna possível a manutenção contínua da instituição e do trabalho de conservação de espécies ameaçadas“, desta a instituição.

De acordo com Laura Jones, tratadora sênior de coalas, Willow é uma mamãe experiente, que já deu á luz a outros quatro filhotes, sendo uma das fêmeas que mais contribuiu para o programa de reprodução da espécie.

Leia também:
Usando drones e análises de cocós, Austrália fará censo nacional para contar população de colas
Parque na Austrália celebra nascimento de primeiro colas meses após incêndios florestais matarem cerca de 10 mil indivíduos da espécie
Coalas resgatados dos incêndios florestais da Austrália são devolvidos à natureza
Pelo menos 5 mil colas morreram nos incêndios florestais da Austrália

Fonte: Taronga Zoo (site, Facebook, Instagram)

Fotos: Divulgação Taronga Zoo Sidney

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta