PUBLICIDADE

‘Prêmio Paul Singer’ reconhece projetos de economia solidária elaborados por estudantes

O Cofecon (Conselho Federal de Economia) lançou, em parceria com o Instituto Paul Singer, um prêmio para reconhecer as melhores práticas acadêmicas em economia solidária.

O Prêmio Paul Singer, cujo nome é uma homenagem ao economista (no final deste post, veja alguns links sobre ele) que mais se dedicou à economia solidária no país, implementando suas bases e políticas públicas junto ao governo federal, recebe inscrições até 29 de abril, em duas categorias:

Incubação de projetos: iniciativas inéditas de economia solidária planejadas, organizadas e empreendidas pelos autores inscritos, com premiação de R$ 4 mil para o primeiro colocado e menções honrosas para segundo e terceiros colocados, e

Assessoramento de projetos: apoio dos autores a projetos de economia solidária já existentes, com premiação de R$ 6 mil para o primeiro colocado e também menções honrosas para segundo e terceiros colocados.

 Podem ser inscritos projetos com até seis participantes, sendo que metade do grupo ou mais deve ser de estudantes de economia e até dois profissionais coordenadores, sendo ao menos, um destes, economista com registro no respectivo Conselho Regional de Economia.

As inscrições podem ser feitas pelo site do Cofecon.

Valorizando a extensão universitária

Este prêmio foi criado para incentivar atividades de economia solidária no formato de projetos de extensão, preferencialmente desenvolvidos em incubadoras universitárias.

Já escrevi aqui, no Conexão Planeta, sobre a potência e os resultados da intensa atuação das universidades para impulsionar a economia solidária no país por meio de incubadoras.

A contribuição tem sido fundamental em muitos casos para impulsionar a economia solidária local e regionalmente, e as universidades têm atuado junto aos empreendimentos solidários, governos locais e outros atores fundamentais para essa economia.

Recentemente, o Senado Federal votou a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) 69/2019, que inclui a economia solidária entre os princípios da ordem econômica brasileira.

Hoje, a Constituição estabelece os seguintes princípios: “soberania nacional; propriedade privada; função social da propriedade; livre concorrência; defesa do consumidor; defesa do meio ambiente, inclusive mediante tratamento diferenciado conforme o impacto ambiental dos produtos e serviços e de seus processos de elaboração e prestação; redução das desigualdades regionais e sociais; busca do pleno emprego; e tratamento favorecido para as empresas de pequeno porte constituídas sob as leis brasileiras e que tenham sua sede e administração no país”. 

Na justifica original apresentada na PEC, o senador Jaques Wagner (PT-BA) aponta que a ordem jurídica (estabelecida pela Constituição) pode transformar a ordem econômica real, passando a ser base para formulação e implementação de políticas públicas.

Assim, havendo, como sabemos, a necessidade de políticas públicas para estimular a economia solidária no país, a sua inclusão entre os princípios da ordem econômica possibilitará que políticas dessa natureza prosperem com mais facilidade e respaldo jurídico.  

Estimular estudantes de economia a trabalharem com economia solidária e trazer-lhes reconhecimento por isso contribui para a formação de jovens economistas que terão um olhar mais sensível à economia solidária em suas futuras atuações, em sinergia com a proposta da PEC (que ainda precisa passar por segunda votação no Senado).

O Instituto Paul Singer

O Instituto Paul Singer, entidade sem fins lucrativos, foi criado por familiares do economista, com objetivo de continuar e reinventar seu legado na promoção da democracia e da solidariedade, no enfrentamento da desigualdade e da injustiça e na recriação da política no sentido humano e ético.  

Para isso pretende atuar em três frentes: centro de referência para pesquisa, debate, formação e produção de novos conhecimentos; espaço de colaboração de diálogo de organizações e movimentos sociais; catalisador de redes de pessoas e organizações comprometidas com sua missão.

A criação do Instituto atende a uma provocação: o que estaríamos fazendo com Paul Singer se ele estivesse aqui hoje? O economista faleceu em 2018.

Entrevista e filme

Para saber um pouco mais sobre a atuação do economista, leia estes textos que publiquei a seu respeito, aqui, no Conexão Planeta:

– em maio de 2016, Uma conversa com Paul Singer, no momento em que ele deixou a então Secretaria Nacional de Economia Solidária, e

– em abril de 2021, Filme sobre Paul Singer é injeção de energia para nossa alma coletiva, sobre o documentário Paul Singer – uma utopia militante, de Ugo Giorgetti.

Edição: Mônica Nunes

Foto: domínio público

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE