PUBLICIDADE

Prefeita de Paris promete nadar no rio Sena para provar que ele está limpo

Prefeita de Paris promete nadar no rio Sena para provar que ele está limpo

No ano passado, o governo da França, a prefeitura de Paris e o Comitê Olímpico Internacional anunciaram que a cerimônia de abertura das Olimpíadas 2024 seria ao longo do Sena, que voltaria a receber nadadores e banhistas. Graças a um investimento de €1,4 bilhão para a recuperação e despoluição do mais famoso rio da capital francesa, o triatlo e a maratona de natação estão programados para acontecer em suas águas.

E como legado para os parisienses, em 2025, três piscinas naturais públicas seriam abertas em áreas do Sena.

Todavia, desde o anúncio da notícia, vários eventos de natação que aconteceriam no Sena precisaram ser cancelados por causa da má qualidade da água. Surgiu um temor então que as competições durante os Jogos Olímpicos precisariam ser feitas em outros locais.

PUBLICIDADE

Mas na quarta-feira (10/07) a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, garantiu que o Sena sediará os eventos. E para provar isso, ela afirmou que nadará no rio na semana que vem.

Segundo um boletim divulgado pela prefeitura, o monitoramento da água mostrou, pela primeira vez, que os níveis de bactérias presentes são aceitáveis.

O presidente Emmanuel Macron também tinha dito que nadaria no Sena, mas até agora não mencionou o assunto outra vez.

A grande abertura da maior competição mundial de esportes no Sena, no dia 26 de julho, será algo inédito na história dos Jogos Olímpicos. Nunca antes essa festa foi feita ao ar livre, ela é sempre celebrada dentro de um estádio.

A expectativa é que cerca de 600 mil pessoas possam acompanhar ao vivo a cerimônia e a apresentação das delegações, com aproximadamente 10 mil atletas, que estarão a bordo de 162 embarcações e desfilarão por 6 km do Sena, entre a Pont d’Austerlitz e Trocadero.

A despoluição do Sena

Assim como outras grandes cidades do mundo, durante décadas Paris deu as costas ao seu principal curso d’água. Na década de 20 proibiu-se o banho nele. Em 1960, o Sena foi considerado biologicamente morto.

Todavia, desde o ano 2000 a política na União Europeia é bastante rígida com relação à limpeza de rios. Isso acelerou o processo de despoluição em vários deles.

Em Paris foi instalado um sistema sofisticado de escoamento que quando há muita chuva impede que possíveis resíduos de esgotos residenciais acabem no Sena.

Atualmente mais de 30 espécies de peixes, moluscos e até lagostins podem ser encontrados ali. Como dizem os locais, “Très bien!”

——————–

Acompanhe o Conexão Planeta também em nosso canal no WhatsApp. Acesse este link, inscreva-se, ative o sininho e receba as novidades direto no celular

Leia também:
Paris começa 2022 com lei que obriga bares, restaurantes e espaços públicos a oferecer água potável e gratuita
Paris ganha edifício com fachada verde, que propõe um novo pacto entre cidade, natureza e saúde
Paris apresenta planos para proibir circulação de carros em centro histórico
Avenida mais famosa de Paris vai ficar mais verde: com mais árvores e espaço para pedestres, e menos carros

Imagem de abertura: J Shim on Unsplash

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE