Porta dos Fundos apoia Metas Globais da ONU

porta-dos-fundos-metas-globais-retrato-800x445=

Atualizado em 3/10/2015

Em 25 de setembro, líderes de 193 países – o Brasil, entre eles – se reuniram na sede da ONU, em Nova York, para assinar acordo no qual se comprometem a cumprir 17 Metas Globais para alcançar três objetivos: erradicar a fome e a pobreza, reduzir as desigualdades e combater as mudanças climáticas. São os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que este ano substituem os Objetivos do Desenvolvimento do Milênio.

E o Porta dos Fundos está nessa também, emprestando seu humor inteligente para ajudar a espalhar essas ideias pelo Brasil.

Parceiros do Project EveryOne (Projeto Todo Mundo) – dos quais já falamos aqui no Conexão -, liderado pelo cineasta Richard Curtis e responsável por sua divulgação no mundo, seus integrantes escolheram três metas – igualdade de gênero, redução das desigualdades e paz e justiça – para participar da campanha.

Assim, criaram três episódios, com roteiro de Fábio Porchat, que entraram no ar nos dias 28/09, 1 e 3/10 em seu canal no You Tube. O primeiro, “Desvio”, fala de corrupção; o segundo, “Juíza”, chama a atenção para o machismoo terceiro, “Amiguinho”, aborda o racismo (assista os vídeos no final deste texto).

Este mês, os idealizadores do PF – Gregório Duvivier, Fábio Porchat, Antonio Tabet, João Vicente de Castro e Ian SBF – estão na capa da revista Trip especial sobre as Metas Globais e participaram das gravações da série Dizzy Goals, no Maracanã. Esta é uma brincadeira de futebol que, para esta campanha, atraiu nomes como Gary Lineker (ex-jogador inglês) e Gareth Bale (jogador galês), além de atletas do Palmeiras, do Internacional e do Vitória. Marta, o maior nome do futebol brasileiro feminino, também aderiu.

Agora, assista aos dois primeiros episódios sobre as Metas Globais. No final, de cada um, uma mensagem Explica sobre os ODS – “Hey! O Brasil e mais 192 países da ONU se comprometeram com 17 Metas Globais para o Desenvolvimento Sustentável.” –  e o tema escolhido:

  • “Combater a discriminação contra as mulheres é uma forma de atingir uma delas: Igualdade de Gênero. Espalhe esta notícia”;
  • “Combater a corrupção e o suborno é uma forma de atingir uma delas: Justiça e Paz. Espalhe esta notícia”;
  • “Combater o racismo é uma forma de atingir uma delas: Redução das Desigualdades. Espalhe esta notícia”.

*Richard Curtis é diretor de comédias de sucesso como O Diário de Bridget Jones, Um lugar chamado Nothing Hill e 4 Casamentos e um Funeral.

Foto: Divulgação

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta