PUBLICIDADE

Plataforma brasileira MapBiomas é premiada no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça

O MapBiomas recebeu nesta terça-feira (17/01) durante Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, o prêmio de Inovação Social Coletiva do ano. Outras quatro iniciativas foram premiadas nesta categoria, que é inédita. ​No total, 16 foram reconhecidas pela Fundação Schwab no mundo.

O MapBiomas é uma rede colaborativa formada por ONGs, universidades e empresas de tecnologia. Produz mapeamento anual da cobertura e uso do solo e monitora a superfície de água e cicatrizes de fogo mensalmente, com dados a partir de 1985. Também faz relatórios sobre desmatamento, que podem ser usados por órgãos de fiscalização.

“O acesso livre a informações e dados atualizados, históricos e de qualidade sobre uso e cobertura da terra é premissa para a realização de políticas públicas, combate ao desmatamento e atuação responsável de empresas”, disse o engenheiro florestal Tasso Azevedo, cofundador e coordenador do MapBiomas, que recebeu o prêmio na Suíça. “Hoje, qualquer pessoa com acesso à internet tem condições de verificar o que está acontecendo em todo o território nacional.”

Tasso, que também é coordenador técnico do Observatório do Clima, disse à Folha que a premiação vai ajudar o MapBiomas a ampliar sua atuação para além dos 14 países em que redes locais já monitoram as transformações e o uso do solo. “Esperamos chegar especialmente à África.”

O comitê de seleção da Schwab inclui a especialista em inovação social Johanna Mair, professora na Hertie School of Governance da Alemanha, e Helle Thorning-Schmidt, que foi primeira-ministra da Dinamarca (2011-2015).

“Os inovadores sociais de 2023 representam uma geração de líderes de mudanças sociais e ambientais que demonstram que modelos inovadores de cooperação e ação em todos os setores são essenciais para progredir nos desafios complexos que enfrentamos”, disse Hilde Schwab, cofundadora e presidente da Fundação Schwab para Empreendedorismo Social.

​“Problemas complexos não podem ser resolvidos por organizações isoladas, e os premiados deste ano mostram novos modelos de colaboração entre setores usando tecnologia inovadora, redes humanas, recursos e conhecimentos compartilhados. A ambição agora é criar mudanças sistêmicas por meio de esforços coletivos”, disse François Bonnici, diretor da fundação.

Em abril de 2022, o MapBiomas já havia conquistado o prêmio Skoll de Inovação Social.

*Texto publicado em 17/01/23 no site do Observatório do Clima

Leia também:
Em 36 anos, Amazônia perdeu 74,6 milhões de hectares de vegetação, área equivalente a um Chile, revela MapBiomas

Projeto MapBiomas mapeia três décadas de mudanças na ocupação territorial do Brasil

Foto de abertura: Tasso Azevedo e Hilde Schwab, cofundadora e presidente da Fundação Schwab

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE