Pesquisadores de Fernando de Noronha fazem campanha para ‘batizar’ golfinho-nariz-de-garrafa, que apareceu sozinho no arquipélago

Pesquisadores de Fernando de Noronha fazem campanha para 'batizar' golfinho-nariz-de-garrafa, que apareceu sozinho no arquipélago

Em outubro de 2021, este golfinho-nariz-de-garrafa apareceu sozinho no arquipélago de Fernando de Noronha e ficou. E, desde então, os pesquisadores do Projeto Golfinho Rotador o acompanham. Agora, querem batizá-lo com um lindo nome e resolveram fazer uma campanha para pedir a ajuda da população.

As sugestões podem ser feitas até 1º de agosto no perfil da organização no Instagram. No dia 2 será realizada uma votação online

Mas tem um detalhe: como os pesquisadores ainda desconhecem seu sexo, podem ser indicados nomes femininos, masculinos e unissex. Eis alguns dos indicados por seguidores do projeto: Botija, Kaiki, Nando/a, Mahalo, Juma, Guin, Alone, Narizinho, Ravi, Maré.

Para te inspirar ainda mais, eis algumas características do animal: ele é grande, solitário (como já contei) e possui cicatrizes no dorso

Aliás, foi por causa dessas marcas que os pesquisadores verificaram que se tratava do mesmo golfinho e decidiram que estava na hora de ele ganhar um nome, e não ser mais conhecido por um número.

“Já que identificamos que se trata do mesmo animal, pelas marcas características, nada mais justo que ele ou ela tenha um nome ao invés de um número. […] Muitos registros desse animal na ilha foram enviados por barqueiros e mergulhadores, colaborando com o que é chamado de Ciência Cidadã”, contou Cynthia Gerling. a coordenadora do Projeto Golfinho Rotador, ao G1. 

Segundo ela, a campanha para batizar o golfinho foi uma estratégia para conscientizar sobre a espécie. Muito bacana!

Foto: Projeto Golfinho Rotador/divulgação

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.