Peruanos criam laptop feito de material reciclável e com recarga solar para ajudar estudantes de baixa renda

Peruanos criam laptop feito de material reciclável e com recarga solar para ajudar estudantes de baixa renda

Mais do que nunca, durante a pandemia da COVID-19, as desigualdades sociais se exacerbaram. E na área de educação, isso ficou ainda mais evidente. Com o fechamento de escolas e o ensino se tornando virtual, muitos estudantes simplesmente não tiveram condições de acompanhar as aulas. Na maior parte das vezes por um motivo bastante simples: eles não tinham acesso à tecnologia em casa. No orçamento de sua famílias, não havia dinheiro suficiente para se comprar um computador, laptop ou telefone celular.

Na verdade, esse já era um problema antes mesmo da pandemia. Sem acesso a todos os benefícios oferecidos pelos meios digitais, crianças e jovens de comunidades de baixa renda sempre ficam um passo atrás de seus pares mais privilegiados, que estudam em escolas particulares e têm à disposição, em casa, as ferramentas eletrônicas mais modernas, conectadas a uma internet rápida.

Foi pensando nesses jovens que uma startup do Peru, a Wayqui Solutions, criou um laptop, de baixo custo, feito com materiais recicláveis e que pode ser recarregado com um painel solar portátil, que confere uma autonomia de 2 horas e 30 minutos. Mas ele pode também ser carregado com eletricidade normal.

Peruanos criam laptop feito de material reciclável e com recarga solar para ajudar estudantes de baixa renda

Chamado de WAWA, o computador já vem com sistema operacional Linux ou Android. Ele foi desenvolvido com foco em estudantes de 5 a 15 anos. Oferece conexão wi-fi sem fio e cabo de rede. Possui acesso a portas que servem para projetos de robótica e desenvolvimento de programas para internet.

Mas o projeto não se restringe à simples entrega do laptop. Antes da pandemia começar, havia dois projetos pilotos com o WAWA em escolas, um na comunidade de San Juan de Lurigancho e outro em Santa Clara, ambos próximos à capital Lima.

“Ensinamos crianças a construir o laptop do zero, instalar os sistemas e começar a usar o computador, assim as capacitamos e ajudamos a melhorar a qualidade do ensino por meio do uso correto das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), com o objetivo de formar futuros profissionais digitais e tecnológicos”, diz Javier Carrasco, idealizador do projeto.

Peruanos criam laptop feito de material reciclável e com recarga solar para ajudar estudantes de baixa renda

De acordo com estudos internacionais, 67% da população da América Latina usa a internet, mas existem diferenças drásticas entre os países. Naqueles considerados “bem conectados”, a penetração da rede nas áreas rurais ainda atinge apenas 40 a 50% da população, mas em alguns lugares, essa porcentagem é de somente 10%.

A média latinoamericana de crianças com menos de 15 anos que são usuárias da internet é menor do que 50%.

Leia também:
Tecnologia para o bem: um direito de todas as crianças, durante a quarentena e fora dela
Professora mexicana adapta caminhonete e cria sala de aula móvel para atender crianças sem acesso à internet, durante a pandemia
Educação em tempos de coronavírus
Educação: importante chave no combate às fake news
Maior rede de TV britânica, BBC terá programação educativa especial para crianças durante novo lockdown no Reino Unido

Fotos: divulgação WAWA Laptop

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta