Parque Nacional de Yellowstone tem projeto piloto com ônibus elétrico autônomo

Parque Nacional de Yellowstone tem projeto piloto com ônibus elétrico autônomo

Yellowstone é o primeiro parque nacional dos Estados Unidos. Se tornou uma área protegida em 1872, quando o presidente americano Ulysses S. Grant assinou um decreto para sua preservação. Localizado entre os estados de  Wyoming, Montana e Idaho, ele recebe milhões de visitantes todos os anos. Essas pessoas são atraídas até lá para ver de perto suas belezas naturais e a maior coleção do mundo de geysers (fontes de águas termais que jorram jatos e emitem vapor, de forma cronometrada). O parque é habitat ainda de uma diversidade enorme de animais – são quase 60 espécies de mamíferos, incluindo o lobo cinzento, o urso pardo, o bisão, o lince e o alce.

Só no mês passado, 938 mil turistas estiveram no Parque Nacional de Yellowstone, um aumento de 20% em relação ao mesmo período de 2019. Vale lembrar que em 2020 o turismo foi afetado pela pandemia (o parque ficou fechado durante três meses no ano passado) e até agora, os Estados Unidos ainda não reabriram suas fronteiras para a grande maioria dos países.

Nos primeiros sete meses de 2021, Yellowstone registrou a entrada de 1,5 milhão de pessoas, o maior número dos últimos cinco anos.

Para facilitar a mobilidade de tanta gente e reduzir o impacto ambiental dos veículos que circulam pelo parque, foi lançado um projeto piloto com ônibus elétricos autônomos. Num primeiro momento, eles trafegarão apenas entre o centro de educação aos visitantes Canyon Village e alguns hoteis e campings.

“À medida que a visitação continua aumentando em Yellowstone, estamos analisando uma série de ações para proteger nossos recursos, melhorar a experiência do visitante e reduzir o congestionamento, o ruído e a poluição. Os ônibus irão, sem dúvida, desempenhar um papel fundamental em ajudar a atingir esses objetivos em muitas das áreas mais movimentadas”, afirma Cam Sholly, superintendente do parque.

Parque Nacional de Yellowstone tem projeto piloto com ônibus elétrico autônomo

O micro-ônibus do projeto piloto

Batizado de TEDDY, The Electric Driverless Demonstration in Yellowstone, o ônibus terá uma velocidade máxima de 25 km/hora e possuirá sensores nas laterais que perceberão a presença de animais ou pessoas no caminho, fazendo com que o veículo freie automaticamente. Caso seja necessário, também é possível assumir o seu controle remotamente.

Caso se mostre uma boa alternativa, o ônibus autônomo poderá ser usado em outros parques dos Estados Unidos. O mesmo veículo também está sendo testado no Wright Brothers National Memorial, na Carolina do Norte.    

“O objetivo é entender como a tecnologia de transporte automatizado de veículos pode ser usada em parques e como os visitantes percebem e se envolvem com esses serviços. Os dados desse piloto ajudarão a orientar as decisões de gerenciamento de longo prazo com relação ao transporte nos parques nacionais”, revela a administração de Yellowstone.

Leia também:
Árvores símbolos de parques americanos podem ser extintas por causa de aumento anormal da temperatura
Ursos “fazem a festa” em parques fechados dos Estados Unidos

Fotos: divulgação NPS/Jacob W. Frank

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta