Organizações correm contra o tempo para resgatar animais de estimação e em abrigos na Ucrânia

Organizações correm contra o tempo para resgatar animais de estimação e em abrigos na Ucrânia

À medida que mais e mais cidades da Ucrânia são bombardeadas pelas tropas russas e construções civis são destruídas, organizações de proteção animal de outros países se mobilizam para resgatar, o mais rápido possível, cães e gatos que continuam no país, muitos, infelizmente, que foram abandonados por suas famílias, desesperadas para fugir. Uma dessas entidades trabalhando em meio à guerra é a PETA Alemanha, que nos últimos dias já conseguiu tirar da zona de conflito mais de 300 animais, que foram levados para um abrigo na Polônia.

Em parceria com ativistas ucranianos, apenas ontem (10/03) equipes da PETA resgataram quase 100 animais em Kiev. Essas operações se tornam cada vez mais perigosas, porque relatos apontam que os russos não têm respeitado o cessar-fogo acertado entre os governos para a saída da população do país através dos chamados “corredores humanitários”.

Ao chegarem na Polônia, os cães e gatos são alimentados, passam por exames de saúde, são vacinados e esterilizados e recebem chips para poderem ser adotados.

Desde o início da invasão da Rússia à Ucrânia, a maioria dos países europeus, entre eles a Hungria, Polônia, Romênia e Eslováquia, tornaram a entrada de animais menos burocrática para permitir que refugiados ucranianos viajem para lá com seus companheiros animais.

Mas nem todos têm a sorte ou tempo de fugir da guerra. Anastasiia Yalanskaya se recusou a acompanhar amigos e familiares que escaparam dos bombardeios para cuidar dos animais e ajudar quem precisasse. Ela acabou sendo morta a tiros após entregar comida em um abrigo próximo de Kiev.

Mais de 2 milhões de ucranianos já abandonaram suas casas desde o começo da guerra. O Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) estima que esse número possa chegar a 4 milhões.

Organizações correm contra o tempo para resgatar animais de estimação e em abrigos na Ucrânia

Um dos muitos cães encontrados abandonados

Leia também:
Animais do zoo de Kiev são levados para Polônia, mas elefantes e único gorila da Ucrânia permanecem na capital sob bombardeios
Faces da guerra: sozinho, menino de 11 anos foge da Ucrânia e atravessa a fronteira para a Eslováquia
Milhares de pessoas estão reservando estadias na Ucrânia através do Airbnb para ajudar os ucranianos
“Nós, todos nós, amamos nossas crianças. Pare a guerra”: Sting apela pelo fim dos ataques à Ucrânia
Campanha arrecada quase R$ 10 milhões para resgatar às pressas crianças órfãs de um abrigo no sul da Ucrânia

Fotos: divulgação PETA

Um comentário em “Organizações correm contra o tempo para resgatar animais de estimação e em abrigos na Ucrânia

  • 11 de março de 2022 em 7:24 PM
    Permalink

    Protetores são Anjos que poderão resgatar alguns, mas infelizmente, não TODOS, porque não são Deuses.

    Resposta

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.