“O que os líderes brasileiros estão fazendo com os povos indígenas e a natureza é vergonhoso”, diz Greta em sessão virtual no Senado

"O que os líderes brasileiros estão fazendo com os povos indígenas e a natureza é vergonhoso", diz Greta em sessão virtual no Senado

Ao participar hoje de uma sessão virtual de debates sobre mudanças climáticas no Senado Federal, a ativista ambiental Greta Thunberg não poupou críticas ao atual governo brasileiro. Ao vivo, da Suécia, ela reconheceu que os países europeus, como a Suécia, onde mora, foram os primeiros a causar graves impactos ao meio ambiente, mas disse que a atuação de Bolsonaro é um vexame.

“O que os líderes brasileiros estão fazendo com os povos indígenas e a natureza é vergonhoso. É claro que o Brasil não começou esta crise, mas acrescentou muito combustível a este incêndio. Os líderes do mundo falharam, mas o Brasil não tem desculpa por não assumir sua responsabilidade. A Amazônia, os pulmões do planeta, agora está no limite. Está emitindo mais carbono do que consumindo por conta do desmatamento e das queimadas”, falou Greta (veja vídeo mais abaixo).

Ela ressaltou a importância da Floresta Amazônica para o mundo e como é vital que líderes globais cumpram as metas determinadas pelo Acordo de Paris. “Se não alcançarmos essas metas, será uma sentença de morte para a humanidade. Precisamos nos unir, baseados na ciência, para proteger a Amazônia e os povos indígenas”.

Esta não é a primeira vez que Greta fala, mal, sobre o Brasil. E inclusive, em 2019, irritado, o presidente Jair Bolsonaro debochou da jovem e a chamou de pirralha. “É impressionante a imprensa dar espaço para uma pirralha dessa aí. Pirralha!”. Ele fez isso um dia antes de uma das mais importantes publicações mundiais, a revista americana Time, anunciar a escolha da ativista ‘Personalidade do Ano‘ (leia mais aqui).

Greta ganhou a atenção mundial em agosto de 2018, quando começou uma greve solitária, toda sexta-feira, em frente ao parlamento da Suécia, em protesto contra o pouco que seu país vinha fazendo frente à crise climática. Rapidamente sua manifestação chamou a atenção da mídia e sua voz chegou a outros lugares.

Em poucos meses, a adolescente inspirou milhões de estudantes a tomarem as ruas, das principais cidades do mundo, que marcharam pelo clima, através do movimento #FridaysForFuture.

A sessão que aconteceu no Senado faz parte das discussões sobre o relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da Organização das Nações Unidas (ONU), lançado em agosto, no qual cientistas alertam que o planeta esquentou 1,09ºC e só 0,2% desse aquecimento se deve a causas naturais.

Leia também:
Em vídeo, Greta faz duras críticas a metas “insuficientes e hipotéticas” anunciadas por líderes globais
“Se não mudarmos, estamos ferrados”, diz Greta Thunberg sobre impactos ambientais da pecuária no mundo
Greta doa €100 mil de sua fundação para apoiar distribuição de vacinas em países pobres através da iniciativa global COVAX
“A pandemia mostrou ao mundo como se deve agir diante de uma crise”, diz Greta, falando sobre a mudança climática
“Ela conseguiu fazer o que muitos de nós tentamos e não conseguimos nos últimos 20 anos”, diz naturalista britânico sobre Greta Thunberg

Foto: reprodução Facebook Greta Thunberg

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

2 comentários em ““O que os líderes brasileiros estão fazendo com os povos indígenas e a natureza é vergonhoso”, diz Greta em sessão virtual no Senado

Deixe uma resposta