PUBLICIDADE

O que fazer para manter a ‘Amazônia de Pé’? Assinar PL de iniciativa popular que precisa de 1,5 milhão de assinaturas para chegar ao Congresso

Com o apoio de cerca de 250 organizações socioambientais e indígenas, espalhadas pelo país (veja no final deste post), em junho de 2022, a ONG Nossas lançou a campanha Amazônia de Pé para coletar 1,5 milhão de assinaturas físicas (online não valem) de eleitores, para levar um Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PLIP) – de mesmo nome – ao Congresso Nacional para votação. 

Seu objetivo é frear as queimadas, a grilagem e o desmatamento na maior florestal tropical do mundo. Por isso, convoca a ‘última geração que pode salvar a Amazônia’.

Este PLIP propõe a destinação de terras públicas cobertas por floresta, na Amazônia Legal – hoje são 57 milhões de hectares! – para comunidades tradicionais (indígenas, quilombolas e ribeirinhos) ou Unidades de Conservação (UCs).

PUBLICIDADE

As terras públicas que não tiveram uso decretado são conhecidas como Florestas Públicas Não Destinadas (FPND), são áreas de floresta que pertencem aos governos federal e estaduais (na verdade, pertencem a todos os brasileiros) e correspondem a 14% do bioma.

Foto: Amazônia de Pé/divulgação

Com mais um detalhe: segundo o IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia), um terço do desmatamento ocorrido na região aconteceu nessas terras, que registram altos índices de queimada e as maiores taxas de violência, principalmente devido à grilagem

O PLIP Amazônia de Pé ainda estabelece um prazo para que essa destinação seja realizada e concluída, levando em conta a emergência climática – o ano de 2026 –, por isso, deve ser entregue para o Congresso Nacional ainda este ano. 

Como participar

Para que o PLIP Amazônia de Pé seja aceito pelo Congresso, a ONG precisa coletar, no mínimo, 1,5 milhão de assinaturas físicas de 3% dos eleitores de cinco estados do país, que se tornariam co-autores da lei

As assinaturas estão sendo obtidas por meio de postos de coleta e/ou trabalho de voluntários independentes.

Se você quer participar ativamente, seja qual for sua opção, o melhor a fazer é consultar o site – Amazônia de Pé -, que apresenta o projeto de lei na íntegra e orienta sobre como e onde assinar e como coletar assinaturas

Foto: Amazônia de Pé/divulgação

Para assinar o PLIP, é só encontrar o ponto de coleta na sua cidade, mais próximo de sua casa. A Natura, por exemplo, aderiu à campanha e transformou suas lojas – que estão prestantes praticamente em todos os shoppings centers pelo país – em pontos de coleta.

adesão de voluntários é imprescindível, além da colaboração de ativistas digitais, da participação em eventos e da realização periódica da Virada Cultural Amazônia de Pé, que está acontecendo neste ‘mês amazônico’, em função do dia de hoje (dia da Amazônia).   

Caso você tenha espaço e disponibilidade para ter um ponto de coleta, vc deve preencher um formulário e entregá-lo num dos postos de coleta de sua cidade ou enviá-lo pelos Correios para a caixa postal da campanha, cujo endereço está indicado no formulário.

Para coletar assinaturas de forma independente, basta preencher cadastro para receber uma ficha e imprimir quantas quiser para coletar assinaturas de amigos, familiares, colegas de trabalho, vizinhos e moradores do seu bairro ou condomínio.

Se tiver lábia, pode ainda pode conquistar novos voluntários para a causa.

Acompanhe e compartilhe

Você também pode entrar na comunidade no Whatsapp e acompanhar a campanha Amazônia de Pé nas redes sociais Instagram e Facebook. Qualquer dúvida, escreva para o e-mail amazoniadepe@nossas.org.br ou faça contato por mensagem direta no perfil do movimento no Instagram.

Quem apoia a ‘Amazônia de Pé

Foto: Amazônia de Pé/divulgação

Além de ambientalistas e ativistas que defendem a Amazônia – como as lideranças indígenas Txai Suruí e Samela Sateré Mawé e Karina Penha (foto acima) -, cerca de 250 organizações socioambientais e indígenas apoiam a campanha Amazônia de Pé, entre elas: Instituto Alana, Comitê Chico Mendes, Idesam, Instituto Marielle Franco, Instituto Natura, COIAB, IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia), FAS (Fundação Amazônia Sustentável), Ashoka, Imaflora, SOS Amazônia, UNE – União Nacional dos Estudantes, Levante Popular da Juventude, Coalizão Brasil – Clima, Florestas e Agricultura, ISER (Instituto de Estudos da Religião), Instituto Perifa Sustentável e Sistema B/Brasil.

Vídeos

A seguir, assista aos vídeos produzidos para o lançamento da campanha, o primeiro narrado pela liderança indígena Txai Suruí; o segundo pela cantora e compositora Gaby Amarantos. A primeira fala do objetivo do PLIP, a segunda explica o passo-a-passo para participar deste movimento lindo:

______________

Foto: Amazônia de Pé/divulgação

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE