Novo filhote de onça-pintada do Parque do Iguaçu é batizado de Aritana em homenagem ao líder e guerreiro, vítima da covid

Novo filhote de onça-pintada do Parque do Iguaçu é batizado de Aritana em homenagem ao líder e guerreiro, vítima da covid

Que homenagem mais linda! Em geral, quando há um registro de nascimento de um filhote de onça-pintada no Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná, a equipe do projeto Onças do Iguaçu, que faz o monitoramento da espécie na região, costuma fazer uma votação para escolher o nome do novo morador do local. Mas desta vez, não houve dúvida sobre como ficaria conhecido o jovem macho, que deve ter pouco mais de seis meses, e foi flagrado pelas armadilhas fotográficas instaladas na mata: Aritana.

Em um texto lindo e muito delicado, o time do Onças do Iguaçu falou sobre a escolha:

“Temos um nome especial guardado no coração, uma homenagem que queremos prestar a uma pessoa maravilhosa: ARITANA.

O Aritana Yawalapiti foi uma liderança para os povos indígenas do Xingu. Falava pelo menos quatro línguas diferentes, e era umas das últimas pessoas a falar o idioma tradicional de seu povo, o Yawalapiti, mesmo nome da etnia.

Ele sempre foi um grande mediador das relações de contato do mundo do branco com os xinguanos. Um articulador de mundos, defensor da luta pela preservação e perpetuação da cultura de seu povo.

Em 2020, o Aritana contraiu COVID-19 e infelizmente faleceu. Aritana foi um gigante como defensor da natureza, um guardião para a Amazônia e seu legado será eterno.

Nesse vídeo feito pelo fotógrafo Adriano Gambarini, ele fala um pouco sobre as onças para o Rogério Cunha de Paula, biólogo do CENAP/ICMBio.

Essa oncinha maravilhosa carrega agora o nome desse doce guerreiro.

Que essa floresta te acolha, pequeno Aritana, e que a força desse guerreiro te acompanhe e proteja”.

O filhote que agora se chama Aritana é filho de Indira, uma fêmea que nasceu no parque em 2018. Em abril, foi a primeira vez que as câmeras registraram sua presença. Na época, sua idade foi estimada em 4 ou 5 meses.

“Desde então, não tínhamos tido mais nenhum registro dele, e estávamos bem apreensivos”, conta Yara Barros, coordenadora do Onças do Iguaçu. Mas as imagens mostram que o macho está bem e saudável para alívio e felicidade de todos.

Aritana Yawalapiti era uma das principais lideranças da Terra Indígena do Xingu e vivia na aldeia Tuatuari, no Mato Grosso. Tinha 74 anos e em julho contraiu o novo coronavírus. Infelizmente não resistiu à doença e faleceu no dia 5 de agosto.

Leia também:
Aritana: a morte de um bravo

Preservação ou Morte! O artivista Mundano homenageia o cacique Aritana em ‘releitura’ da obra ‘O grito do Ipiranga’, de 1888
Registro incrível mostra onça-pintada caminhando em meio ao rio do Parque Nacional do Iguaçu

Única população de onças que cresce na Mata Atlântica é ameaçada por projeto de reabertura de estrada no Parque do Iguaçu

Imagem: reprodução vídeo

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Novo filhote de onça-pintada do Parque do Iguaçu é batizado de Aritana em homenagem ao líder e guerreiro, vítima da covid

  • 24 de agosto de 2021 em 1:59 AM
    Permalink

    Que este importante nome lhe traga muita sorte, saúde e prosperidade, pequeno lindo guerreiro.
    Independente de nome, a espécie merece respeito, direito a vida e ao seu habitat.

    Resposta

Deixe uma resposta