Nova perereca-chocolate pode ajudar a entender melhor a origem de espécies da Austrália

Nova perereca-chocolate pode ajudar a entender melhor a origem de espécies da Austrália

Em geral, pererecas e sapos costumam ser verdes. Em raras exceções, eles podem apresentar outras cores, como aqueles minúsculos de tons vibrantes, encontrados nas florestas da Amazônia, e que são venenosos. Mas uma perereca de cor chocolate?! A novidade vem lá de Nova Guiné, uma ilha no sudoeste do Oceano Pacífico, a leste do arquipélago malaio, e que acredita-se que um dia, há muito tempo, foi ligada por terra com a Austrália.

A nova espécie de perereca foi descoberta por pesquisadores da Griffith University e do Queensland Museum. Seu nome científico é Litoria mira.

“Batizamos essa nova espécie de perereca Litoria de Mira, que significa surpresa ou estranho em latim, porque foi uma descoberta surpreendente encontrar um parente esquecido da conhecida e comum perereca de árvore verde de Austrália nas florestas tropicais da planície da Nova Guiné”, revelou Paul Oliver, pesquisador da Griffith University.

Apesar do nome científico, os cientistas a chamam carinhosamente de “perereca-chocolate”.

Eles explicam que a única diferença entre a Litoria mira e sua parente mais próxima, a Litoria caerulea, é realmente a cor. A nova espécie vive em áreas muito quentes e úmidas de pântanos, também habitadas por crocodilos, na Nova Guiné. Por isso mesmo, a exploração desses lugares é mais difícil e talvez existam outras espécies desconhecidas para a ciência.

“Embora a Nova Guiné não seja um lugar que a maioria dos australianos conhece bem; muitos grupos de animais são compartilhados. Portanto, compreender a biodiversidade da Nova Guiné nos ajuda a compreender a história e as origens da fauna única da Austrália”, diz Oliver.

Apesar de provavelmente terem sido conectadas há 2,6 milhões de anos, atualmente Austrália e Nova Guiné possuam climas muito distintos. A primeira é uma savana e a segunda tem uma vegetação de floresta tropical.

“Compreender o intercâmbio biótico entre essas duas regiões é fundamental para entender como os tipos de habitat de floresta tropical e savana se expandiram e se contraíram ao longo do tempo”, ressalta o pesquisador.

Nova perereca-chocolate pode ajudar a entender melhor a origem de espécies da Austrália

A recém-descoberta (pela ciência) perereca-chocolate

*Com informações da Griffith News

Leia também:
‘Scinax tropicalia’: a nova espécie de perereca da Mata Atlântica que homenageia o Tropicalismo

Nome de nova espécie de perereca descoberta em Pernambuco homenageia Luiz Gonzaga e ganha até baião do neto do cantor
Perereca rara, que além de pular, consegue caminhar, é encontrada em Rondônia
América do Sul abriga mais de 2,5 mil espécies de sapos, rãs e pererecas
Perereca descoberta no sul da Bahia recebe sobrenome do escritor Jorge Amado

Fotos: Steve Richards

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Nova perereca-chocolate pode ajudar a entender melhor a origem de espécies da Austrália

  • 5 de junho de 2021 em 8:57 AM
    Permalink

    Uma “gata “, linda demais da conta.

    Resposta

Deixe uma resposta