PUBLICIDADE

“Nós, todos nós, amamos nossas crianças. Pare a guerra”: Sting apela pelo fim dos ataques à Ucrânia

"Nós, todos nós, amamos nossas crianças. Pare a guerra": Sting apela pelo fim dos ataques à Ucrânia

Sting sempre foi engajado nas causas sociais e ambientais. Já usou sua fama e suas músicas para defender os direitos dos povos indígenas, dos refugiados e lutar pela preservação da natureza. E não poderia ser diferente agora. Diante da invasão da Rússia à Ucrânia, uma guerra iniciada há duas semanas pelo presidente Vladimir Putin e que já deixou centenas de mortos, um rastro de destruição pelas cidades ucranianas e obrigou mais de 1,5 milhão de pessoas a abandonarem suas casas, o cantor britânico usou suas redes sociais para pedir a paz.

Depois de muitos anos, Sting voltou a cantar “Russian.” Ela é uma das canções do primeiro e premiado disco solo de Sting, lançado em 1985, “The Dream of the Blue Turtles”. É uma crítica à guerra fria entre Rússia e Estados Unidos.

“Eu raramente cantei essa música nos muitos anos desde que foi escrita, porque nunca pensei que seria relevante novamente. Mas, à luz da decisão sangrenta e lamentavelmente equivocada de um homem de invadir um vizinho pacífico e não ameaçador, a música é, mais uma vez, um apelo à nossa humanidade comum. Para os bravos ucranianos que lutam contra essa tirania brutal e também para os muitos russos que estão protestando contra essa indignação apesar da ameaça de prisão e prisão – Nós, todos nós, amamos nossos filhos. Pare a guerra”, escreveu Sting.

Sting também usou sua postagem para compartilhar um endereço para onde as pessoas podem fazer doações aos refugiados.

Em 2018, o cantor já tinha se pronunciado sobre as milhões de pessoas no mundo inteiro que fogem de conflitos. Na época, ele chamou os líderes mundiais de covardes por sua incapacidade de lidar com a crise migratória.

Leia também:
Sting e Michael J. Fox se unem no palco pela cura do Parkinson
Sting acusa Bolsonaro de “negligência criminosa em escala global” por queimadas na Amazônia
Sting canta sobre mudanças climáticas e imigração em novo álbum

Foto: reprodução vídeo

Comentários
guest

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sandra
Sandra
2 anos atrás

O dono dessa guerra, que não tem olhos para ver as grávidas “dando à luz na escuridão” dos porões, nao tem ouvidos para ouvir o choro dos bebês que crescerão sem mães, porque elas foram mortas. Tampouco um coração para sentir todo o horror que já causou a sua mente doentia, sem razão e sem Deus.

Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE