“Negar o aquecimento global e a destruição do planeta é suicídio”, diz William Shatner, o ‘Capitão Kirk’, após voo espacial

"Negar o aquecimento global e a destruição do planeta é suicídio", diz William Shatner, o 'Capitão Kirk', após voo espacial

Na semana passada, a bordo da cápsula New Shepard, o ator americano William Shatner vivenciou, mesmo que por breves minutos, uma realidade a qual ele interpretou em grande parte de sua carreira: a de viajar pelo espaço e ver o planeta Terra em meio à escuridão da Via Láctea. Ele ficou conhecido do grande público por dar vida ao personagem ‘Capitão Kirk‘, que comandava a nave estelar da série Star Trek, um sucesso da televisão nas décadas de 60 e 70.

Aos 90 anos, Shatner se tornou a pessoa mais velha a ir ao espaço. Ele foi convidado a participar do segundo voo espacial turístico promovido pela empresa Blue Origin, do bilionário Jeff Bezos. Ao lado de outras três pessoas, durante quatro minutos ele teve a oportunidade de ver a imensidão azul do nosso planeta.

Quando retornou à Terra, visivelmente emocionado, o ator compartilhou, ao vivo, sua experiência e afirmou que teria sido a mais espetacular da sua vida. Poucos dias depois, em entrevista ao apresentador Chris Cuomo, da rede CNN, Shatner conseguiu elaborar melhor seus sentimentos e deu um depoimento contundente sobre a necessidade do ser humano enfrentar o desafio das mudanças climáticas.

“O espaço é frio, feio e ameaçador e você olha para baixo há este planeta caloroso e acolhedor – e todos nós já ouvimos os clichês de ser vulnerável e frágil -, mas ele é mais do que isso… E o estamos arruinando! Eu fiquei emocionado, entre lágrimas com o que eu vi, inundado por uma tristeza e empatia por esta coisa magnífica e linda que chamamos Terra”, disse o ator.

"Negar o aquecimento global e a destruição do planeta é suicídio", diz William Shatner, o 'Capitão Kirk', após voo espacial

Shatner ao lado dos outros tripulantes da New Shepard

Shatner falou de sua consternação em relação aos políticos, os quais chamou de “estúpidos e irracionais,” que continuam criando entraves e barreiras para que ações urgentes sejam tomadas para combater a crise climática. “A verdade é que uma tendência entre os seres humanos, seja na sua vida particular, amorosa ou profissional, se algo não vai bem, tentar evitar, não falar sobre o assunto. É muito mais fácil. Mas colocar sua cabeça na areia por outro instante sobre o aquecimento global e a destruição do planeta é suicídio para todos nós”.

Ainda segundo ele, essa atitude terá um impacto muito maior sobre as futuras gerações.

“É trágico que nossos filhos e os filhos de nosso filhos possam não ter a oportunidade de ser parte dessa coisa maravilhosa que chamamos de Terra”, alertou.

Abaixo, a entrevista completa, em inglês, desse ator de 90 anos, que fala do fundo do coração sobre um momento único em sua vida:

Leia também:
“Precisamos consertar este planeta, não tentar encontrar o próximo lugar para ir e viver”, diz Príncipe William sobre turismo espacial
Enquanto se gastam bilhões com viagens ao espaço, área de proteção ambiental no Texas sofre com impactos dos testes da SpaceX
Do espaço, astronauta envia mensagem linda sobre o planeta no lançamento de novo clipe do Coldplay
Uma flor: o presente do espaço para o planeta Terra

Fotos: reprodução Facebook William Shatner

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

2 comentários em ““Negar o aquecimento global e a destruição do planeta é suicídio”, diz William Shatner, o ‘Capitão Kirk’, após voo espacial

  • 19 de outubro de 2021 em 2:09 PM
    Permalink

    E muito interessante ver a incoerência das pessoas. O sr Shatner fala da tristeza do planeta que se degrada a passos largos como resultado dos impactos antrópicos, mas vai dar uma voltinha no espaço deixando uma pegada de carbono colossal. Nesse ritmo, os bisnetos terão um cenário Mad Max total.

    Resposta

Deixe uma resposta