PUBLICIDADE

Nascem em cativeiro trigêmeos de raríssimo fossa, nativo de Madagascar, onde 90% de seu habitat já foi destruído

Nascem em cativeiro trigêmeos de raríssimo fossa, carnívoro que só existe em Madagascar, onde 90% de seu habitat já foi destruído

Provavelmente você, assim como eu, nunca tinha ouvido falar num fossa (Cryptoprocta ferox), afinal esse animal só é encontrado na vida selvagem nas florestas da ilha de Madagascar e em nenhum outro lugar do mundo. Apesar de fazer lembrar levemente um gato, ele é um parente distante do mangusto, bicho que também não temos no Brasil. Com 90% de seu habitat destruído pelo desmatamento, o nascimento de três filhotes certamente foi muito comemorado, mesmo que em cativeiro.

Foi a primeira vez em 90 anos que o Chester Zoo, no Reino Unido, uma das mais importantes organizações de conservação com foco na reprodução de animais em risco de extinção, presenciou a reprodução da espécie. Os trigêmeos têm 12 semanas e apenas há poucos dias começaram a explorar o ambiente externo. São duas fêmeas e um macho, que ainda não foram batizados.

O trio é filho de Shala e Isalo.

“O nascimento dos trigêmeos de Shala é um grande motivo de comemoração. Eles não são apenas os primeiros filhotes a nascer em nosso zoológico, mas sua chegada ao programa de reprodução de espécies ameaçadas nos permitirá descobrir mais sobre seus comportamentos – desde filhotes minúsculos até adultos”, afirma Rachael Boatwright, cuidadora do Chester Zoo.

Estima-se que restem somente cerca de 2.600 fossas em Madagascar. Animais no topo da cadeia alimentar, eles caçam os lêmures, também ameaçados de extinção (leia mais aqui).

Nascem em cativeiro trigêmeos de raríssimo fossa, carnívoro que só existe em Madagascar, onde 90% de seu habitat já foi destruído

O trio explorando o ambiente externo

Carnívoros, os fossas possuem uma cauda longa que os ajudam a se equilibrar ao pular entre os galhos das árvores. Seus grandes olhos os auxiliam a enxergar melhor à noite ao caçar suas presas, que incluem ainda porcos selvagens e ratos.

“Esses três filhotes de fossa são incrivelmente importantes para o futuro da espécie e da população da rede de segurança encontrada em zoológicos de conservação como o nosso, que se tornou de vital importância devido à enorme quantidade de desmatamento em Madagascar”, diz Mike Jordan, diretor de animais e plantas da instituição.

Os especialistas do Chester Zoo trabalham há mais de uma década com parceiros do projeto Madagasikara Voakajy, em Madagascar, para recuperar o habitat perdido na ilha.

Nascem em cativeiro trigêmeos de raríssimo fossa, carnívoro que só existe em Madagascar, onde 90% de seu habitat já foi destruído

Um dos filhotes ao lado da mãe

Fotos e informações: divulgação Chester Zoo

Comentários
guest

1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ana maria Agra
1 ano atrás

São lindos essas fossas, mas não sei se são selvagem, é?

Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE