Morre o ambientalista, escritor e jornalista Alfredo Sirkis

Morre o ambientalista, escritor e jornalista Alfredo Sirkis

Morreu hoje, aos 69 anos, o jornalista, escritor e político Alfredo Sirkis. Ele sofreu um acidente de carro, em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. Um dos fundadores do Partido Verde, Sirkis fez parte de uma geração que deu ao Brasil seus primeiros “ambientalistas”. Durante toda sua carreira, exerceu vários cargos políticos, tanto na cidade do Rio de Janeiro, como na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Atualmente Sirkis era diretor executivo da organização Centro Brasil no Clima, um centro de reflexão, ação estratégica e mobilização da sociedade para combater os efeitos das mudanças climáticas.

Sirkis teve presença marcante nas Conferências das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, onde pregava a defesa da economia de baixo carbono.

Autor de diversos livros, na maioria obras com tema ambiental, tinha acabado de lançar um novo título, “Descarbonário”. Em 1981, recebeu o Prêmio Jabuti de Literatura por “Carbonários”, relato sobre a geração que enfrentou a ditadura de 1967 a 1971.

Nessa época, ele fez parte de ações de guerrilha e por esta razão, passou oito anos e meio fora do Brasil, no exílio. Morou na França, Portugal, Argentina e Chile, onde trabalhou como jornalista. De volta ao Brasil, fez parte das redações de revistas como Veja, Isto É e foi colaborador dos jornais Folha, O Globo, Valor Econômico, O Estado de São Paulo e Correio Braziliense.

O ambientalista era casado há 25 anos com a arquiteta, curadora, cenógrafa e editora Ana Borelli. Ele deixa os filhos Guilherme, Noah e Anna.

Com a notícia de sua morte, as redes sociais foram inundadas com homenagens e depoimentos de amigos lamentando sua perda.

Abaixo, seguem algumas das mensagens publicadas no Twitter:

“Que tragédia! Sirkis deu uma contribuição imensa pra boa política, pro meio ambiente, pro jornalismo e pra literatura. Uma grande perda! Meus sentimentos à sua família e aos seus amigos. Que se sintam abraçados neste momento tão difícil”.
Alessandro Molon

“Alfredo Sirkis, 69. Morreu hoje em acidente automobilístico. Um dos mais importantes ambientalistas do Brasil e do mundo. Fundador e ex presidente do PV. Há poucos dias estávamos ajudando a divulgar seu novo livro: ” Descarbonários”.
Eduardo Jorge


“RIP Alfredo Sirkis. Minha dor e profunda tristeza. Ainda tinha muito a oferecer ao nosso país, com seu idealismo e sua privilegiada inteligência. #CarbonariosPresente
HildegardAngel

“Dia triste para quem luta pela democracia e pelo meio ambiente. Perdemos o jornalista, escritor e ativista Alfredo Sirkis. Minha solidariedade à família e aos amigos. Vá em paz, Sirkis. Você fará muita falta ao Brasil”.
Marcelo Freixo

Leia também:
“Falas de Bolsonaro são como Viagra para desmatadores”, diz Alfredo Sirkis

Foto: reprodução Facebook Centro Brasil no Clima

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta