Cartoon de Greta Thunberg como Chapeuzinho Vermelho, protegendo a Terra, vence prêmio internacional

Em 2020, devido à pandemia do novo coronavirus, a cerimônia do World Press Cartoonconcurso que premia os melhores cartunistas de todo o mundo – teve que ser realizada virtualmente. Mas, este ano, os vencedores da 16a. edição – que teve quase mil inscritos de 64 países – receberam seus prêmios pessoalmente em Caldas da Rainha, Portugal.

A defesa da liberdade de imprensa e de expressão – tão ameaçada no mundo – permeou todos os trabalhos. E, como era de se esperar, a maioria dos desenhos inscritos e contemplados foram marcados pela covid-19. Mas não só! Outra grande emergência planetária – a crise climática – também ganhou destaque e levou o primeiro prêmio na categoria caricatura, com o mexicano Dario Castillejos.

Por encomenda do jornal El Imparcial, o artista – que é presidente do Carton Club e venceu na mesma categoria no ano passado – desenhou caricatura da ativista Greta Thunberg vestida de Chapeuzinho Vermelho, que, em vez de alimentos, leva o planeta na cesta, como se quisesse protegê-lo.

Na inscrição, o artista justificou: “A caricatura é como um espelho duplo, no qual pode ser refletido o personagem desenhado, mas também onde podemos olhar para nós próprios. Faço aqui uma caricatura de Greta Thunberg, mas também faço com que o público pense um pouco sobre a proteção do nosso planeta. Ela aparece como a Chapeuzinho Vermelho, que leva no cesto não bolachas, mas o mundo, e diz-nos que temos de protegê-lo dos lobos, que estão a toda a volta”.

Na cerimônia de entrega dos prêmios, Castillejos fez questão de ressaltar que seu trabalho não é feito sozinho, mas com uma grande equipe, como num jogo, e dedicou o prêmio a seus “integrantes”.

“Tenho um grande diretor técnico, mas também há uma equipe de juízes, de organizadores. E ainda há uma outra equipe que sempre apóia o nosso trabalho que é a família: meus pais, meus irmãos, minha esposa, meus filhos. E também amigos, colegas, e todos que me inspiram todos os dias e que lutam em trincheiras diferentes, ou longe de casa, por um mesmo objetivo: defender a liberdade”.

Sobre a caricatura premiada, Castillejos explicou que o desenho “é como um espelho onde podemos ver os personagens desenhados”, no caso o adolescente sueco, “mas também podemos olhar para nós mesmos. E a Greta colocou sobre a mesa a grande responsabilidade que temos de cuidar do nosso mundo, está nos pedindo para cuidar do mundo”.

Bolsonaro e a colonização

A seguir, reproduzo os primeiros lugares das três categorias do World Press Cartoon – caricatura (Dario Castillejos), cartoon de humor e cartoon editorial -, sendo um deles também o grande prêmio desta edição.

Na sequência, destaco dois desenhos que me chamaram a atenção e ganharam menção honrosa:
– o de Cristina Sampaio, de Portugal, ‘Bolsonaro, Trump, Boris‘, que remete ao tratamento irresponsável da pandemia promovido pelos três, e
– de Ares, de Cuba, ‘O Beijo’, que traduz a colonização de forma impactante e muito desconfortável, mas importante nestes tempos de necessária reflexão.

Greta Thunberg por Dario Castillejos – 1º Prêmio de Caricatura
Impressão Digital Cultural por Mariagrazia Quarantana, Itália, publicado no jornal online Mundiario / 1º Prêmio Cartoon de Humor e o Grande Prêmio (10 mil euros)
Sem título por Konstantin Kazanchev, da Ucrapublicado na plataforma holandesa de cartoons Cartoon Movement / 1º Prêmio Cartoon Editorial
Bolsonaro, Trump e Boris por Cristina Sampaio, Portugal
Menção honrosa/Cartoon de Humor
O Beijo por Ares, de Cuba
Menção honrosa/Cartoon Editorial

Imagens: Divulgação/World Press Cartoon

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta