Marta adota símbolo da campanha ‘Go Equal’ em suas chuteiras por igualdade de gênero no esporte

Atualizado em 18/6/2019 para contar sobre a adesão da atriz Paola Oliveira à campanha

Este ano, a jogadora Marta, da Seleção Brasileira Feminina de Futebol – eleita a melhor do mundo por seis vezes em sua carreira – foi nomeada pela ONU como Embaixadora da Boa Vontade, para lutar pela igualdade de gênero no esporte. Nessa empreitada, ela se juntou às atrizes Nicole Kidman, Emma Watson e Anne Hathaway. E já nesta Copa do Mundo tem uma grande oportunidade para executar tão linda missão.

Abordada por patrocínios ofensivos das gigantes do mercado esportivomuito abaixo dos oferecidos para os jogadores e muito aquém de seu talento -, no segundo jogo da seleção na Copa, contra a Austrália, ela trocou as chuteiras brancas por chuteiras pretas, sem nenhum patrocínio, mas com o lindo símbolo em azul e rosa da campanha Go Equal, iniciativa pela equidade de gênero nos esportes.

Em sua primeira publicação em seu perfil no Instagram, a organização destacou: “Campo igual. Regras iguais. Se as mulheres jogam futebol da mesma forma que os homens, por que elas não recebem o devido reconhecimento? O devido apoio? A devida remuneração? Equidade é algo pelo qual devemos todas e todos lutar. Afinal, somos iguais. #GoEqual“.

E, assim, Marta transformou suas chuteiras em um instrumento de manifesto: ao marcar o primeiro gol da seleção brasileira contra a Austrália, de pênalti, celebrou com as outras jogadoras apontando para a chuteira e o símbolo da Go Equal (foto abaixo). Com um detalhe: com esse gol, ela se tornou a maior artilheira em Copas do Mundo, ao lado de jogador alemão Klose, ambos com 16 gols. Ou seja, demonstrou que o reconhecimento da igualdade de talentos em campo precisa ser reconhecido fora dele também, né?

O apoio de famosos e formadores de opinião é sempre muito bem vindo. E a primeira a aderir à campanha foi a atriz Paola Oliveira que, hoje, 18/6, publicou post a respeito da atitude de Marta e da campanha em seu Instagram (veja abaixo). “Antes de criticarem a luta de mulheres que trabalham, treinam e se esforçam por suas carreiras, tentem entender todo o contexto que nos levou até aqui, pedindo por igualdade. Não vivemos de fato numa sociedade igualitária e a luta está só começando”, escreveu.

Fotos: Divulgação/Go Equal

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Um comentário em “Marta adota símbolo da campanha ‘Go Equal’ em suas chuteiras por igualdade de gênero no esporte

  • 28 de junho de 2019 em 2:42 PM
    Permalink

    Precisamos de mais biólogos e professores bem remunerados com seus trabalhos e dedicação reconhecidos, precisamos ensinar as próximas gerações a respeitar a natureza, sem ela, o planeta vai acabar, sem os professores, ninguém vai mais aprender, sem reconhecimento, ninguém vai sobreviver do ensino da carreira acadêmica.

    Resposta

Deixe uma resposta