PUBLICIDADE

Marina Silva é uma das ‘100 pessoas mais influentes no mundo’, segundo a revista TIME

Em 2023, Marina Silva, ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, foi escolhia pela revista norte-americana TIME como uma das 100 lideranças climáticas mais influentes do mundo, devido “à sua atuação exemplar frente ao ministério, em especial no combate do desmatamento na Amazônia”.

Na época, ela inaugurou esse novo reconhecimento da publicação junto com outros dois brasileiros: o fotógrafo Sebastião Salgado e o geólogo Marcelo Oliveira, como contamos aqui

Este ano, ela aparece em outra lista da prestigiosa publicação – das 100 pessoas mais influentes do mundo – pelo mesmo motivo: o combate ao desmatamento na Amazônia. E é a única personalidade do Brasil. 

Christiana Figueresex-secretária executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COPs do clima da ONU), assina o texto de apresentação no site da TIME e diz: “…esta é uma missão que tem estado no centro de sua vida política e ativista”.

No artigo, ela ainda destaca que Marina aprendeu a ler na adolescência e que teve projeção quando foi senadora e candidata à Presidência da República. Também fala de sua luta pela transição energética e de seu papel na Cúpula do G20, que acontecerá em novembro, no Brasil.

“Em nível internacional, ela defende que nós reconsideremos nossa perspectiva limitada do que pode custar a proteção da natureza e, em vez disso, adotemos uma maior compreensão do extraordinário impacto econômico e valor que a natureza oferece”.

Como explica a própria revista, esta lista destaca pessoas que “estão mudando o mundo” – para o bem ou para o mal – em seis áreas: artistas, titãs, líderes, ícones, pioneiros e inovadores. 

Por isso, na categoria Líderes – a mesma de Marina – figuram Javier Milei, presidente da Argentina, Greg Abbot, governador do Texas, e Narges Mohammadi, ativista iraniana (veja aqui todos os escolhidos deste ano).

Vale lembrar que outros brasileiros também se destacaram na mesma categoria em outros anos: em 2011, foi a ex-presidente Dilma Rousseff; em 2021, o ex-presidente Jair Bolsonaro; e, em no ano passado, o presidente Lula.

O perfil de Marina Silva, na íntegra

Reproduzimos, aqui, o texto de Christina Figueres, cofundadora do Global Optimism (Otimismo Global, em tradução livre), para a ministra do Meio Ambiente e Clima do Brasil:

“Coragem profundamente enraizada e tenacidade inabalável definem esta mulher notável. Natural da Amazônia, de família de seringueiros, Marina Silva aprendeu a ler e escrever ainda adolescente. 

Ela se tornou uma das senadoras mais influentes do Brasil e se candidatou à presidência. Hoje, como Ministra do Ambiente e das Alterações Climáticas do país, ela está a reconstruir a capacidade do Brasil para travar a desflorestamento ilegal desenfreado na Amazónia, uma missão que tem estado no centro da sua vida política e ativista. 

Contra todas as probabilidades, ela está a pressionar corajosamente por uma transição doméstica da energia centralizada baseada em combustíveis fósseis para a energia renovável gerada localmente. 

Em nível internacional, defende que reconsideremos as nossas perspectivas limitadas sobre o que pode custar a proteção da natureza e, em vez disso, adoptemos uma compreensão mais abrangente do extraordinário impacto económico e valor que a natureza oferece. Neste verão, ela defenderá o conceito durante a cúpula do G20 no Brasil”.
______________

Agora, o Conexão Planeta também tem um canal no WhatsApp. Acesse este link, inscreva-se, ative o sininho e receba as novidades direto no celular.

Foto: reprodução Facebook Marina Silva

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE