Marcha Virtual pela Ciência convida os brasileiros a fazer um ‘Pacto pela Vida’. Crie seu avatar e participe!

Este ano, a Marcha pela Ciência, promovida no país pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, será virtual, atendendo as recomendações de isolamento social feitas pela Organização Mundial de Saúde, para conter o contágio por coronavírus.

Assim, em 7 de maio, das 9h30 às 19h, entidades, instituições e associações cientificas e académicas, organizações civis, professores pesquisadores, estudantes e os amigos e amantes da Ciência poderão participar ativamente, criando seus eventos locais ((como lives, painéis, palestras, entrevistas, exibições culturais, documentários) ou acompanhando e compartilhando a programação online, que será transmitida pelas redes sociais da SBPC @SBPCnet: Facebook, Instagram Twitter e YouTube -, ao longo do dia.

O objetivo da Marcha da Ciência é defender a ciência, a educação, a saúde e a democracia no país. E organizar ações para derrubar a PEC 95/2016, aprovada durante o governo de Michel Temer, que congelou por 20 anos os investimentos nas áreas sociais, entre elas, a da Ciência e da Tecnologia. “Queremos mobilizar a sociedade a debater o desafio que temos pela frente diante desta pandemia”, destaca presidente da SBPC, Ildeu de Castro Moreira

Por isso, esta edição também destaca a importância da ciência no combate à pandemia da COVID-19 e de suas implicações sociais, econômicas e para a saúde dos seres humanos. É um convite para que todos façam um Pacto pela Vida.

Serão promovidos dois painéis principais, transmitidos pelas redes sociais indicadas acima:
O enfréntãmenteo da pandemia da COVID-19 no Brasil: das 10h30 ao 12h
Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) no Brasil: sucessos e desafios, das 15h às 16h30.

A programação também inclui os tuitaços programados para dois horários: das 12h às 12h30 e das 18h às 18h30, em defesa da Ciência e da Vida. Os participantes devem divulgar as hashtags #paCTopelavida e #fiqueemcasacomaciência e escrever a respeito do tema, ajudando a levar as reivindicações da manifestação aos trending topics (assuntos mais falados do dia) do Twitter. Se vocé tiver qualquer dúvida sobre como participar desta manifestação, acesse este link e siga o passo a passo.

Com um avatar, você registra sua participação e movimentações em tempo real

Já que não é possível participar ao vivo, a organização da SBPC foi em busca de uma ferramenta para que os participantes possam registrar a adesão à Marcha pela Ciência e mostrar onde estão, em tempo real. Para tanto, adaptou o aplicativo francês Manif.app que permite que os participantes marquem presença na manifestação digital por meio de um avatar.

Esse aplicativo já vendo sendo utilizado no país em manifestações desde que a pandemia chegou no país.

Utilizando o serviço colaborativo Open Street Map (equivalente ao Google Maps) o aplicativo é muito simples de usar. Com ele, qualquer pessoa pode também organizar um evento online, convidando outras pessoas a irem ao mesmo lugar por meio de contatos ou redes sociais ou participar de um encontro já organizado.

Para personalizar seu avatar, o manifestante deve criar um cartaz (em uma placa) no qual escreve seu protesto. Em seguida, basta arrastar seu avatar vermelho (representando uma silhueta) para o mapa interativo no local da demonstração e exibir seu apoio, com seu cartaz. Assim, ele fica visível publicamente no mapa e se junta a outros avatares.

“Utilizaremos o Manif.app para que todos possam marcar presença no dia da Marcha Virtual Pela Ciência, do sofá de suas casas, sem risco de contaminação pelo coronavírus”, comenta a diretora da SBPC e cientista Claudia Linhares, responsável pela tradução do aplicativo para nossa língua.

O desenvolvedor do aplicativo, o francês Antonie Schmitt, garante que as informações dos usuários (detalhes de contato ou informações pessoais) não são compartilhadas com nenhuma entidade comercial ou estatal, e também não são transmitidas, armazenadas ou fornecidas de forma alguma a ninguém. Nenhuma informação privada (número de telefone, número IMEI, seu nome ou outro) é transmitida pela internet. Somente os avatares, sua posição e slogans são transmitidos e ficam visíveis aos visitantes do site. O participante é completamente anônimo.

Agora, ouça o convite do presidente da SBPC, Ildeu de Castro Moreira:

Fontes: SBPC, Marcha pela Ciência, jornais UFSC e USP

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.

Deixe uma resposta