PUBLICIDADE

Manifesto pede visibilidade às mulheres de mais de 50 anos na moda e na publicidade

Manifesto pede visibilidade às mulheres de mais de 50 anos na moda e na publicidade

Nas passarelas e desfiles, nas páginas de revistas ou nos comerciais de televisão e na internet, invariavelmente você encontra mulheres no auge de juventude. Mas se você olhar para o lado, nas ruas, dentro do ônibus ou no shopping, irá encontrar uma realidade diferente. Muitas brasileiras já passaram dos 50 anos, algumas já assumiram os fios brancos com muito orgulho. E ainda estão cheias de energia e dispostas para trabalhar e aproveitar, muito, a vida.

A população do Brasil, assim como em outros países do mundo está ficando mais idosa, entretanto, isso ainda não se reflete no mercado da moda e da publicidade. A idade média dos brasileiros já é de 35 anos, segundo dados do Censo 2022 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E o total de pessoas com mais de 65 anos chegou a 10,9% da população.

Para chamar a atenção sobre essa incoerência entre o mundo real e aquele que vemos através dos olhos da publicidade e do universo da moda, quatro modelos brasileiras acima dos 50 anos lançaram o manifesto “Nós Não Somos Invisíveis”.

Idealizado por Cristina Leite, que tem 51 anos – ao centro, de cabelo liso e grisalho na foto acima -, a iniciativa contou com a adesão de Paula Franco (53), Haag Campedelli (52) e Andrea Clara (51), rostos bem conhecidos na década de 90.

“A ideia surgiu porque observei que embora o mercado de moda e publicidade brasileiros pareçam estar hoje mais inclusivos, isso não é muito verdade e ainda há uma enorme lacuna”, disse Cristina ao Conexão Planeta. “O público brasileiro envelheceu mas nas propagandas e nas passarelas é representado em sua maioria por modelos jovens! Ainda temos muitas poucas modelos maduras, mesmo tendo um enorme mercado consumidor de mulheres 50+ desejando sua representatividade. Esse mercado anseia por representatividade!”.

Com direção criativa de Paulo Visani, o manifesto tem como peças principais uma série de fotografias “protesto” feitas pelo renomado fotógrafo de moda Mauricio Nahas. As imagens não foram editadas ou retocadas justamente para ressaltar a real beleza feminina.

“Não dá mais e não é justo com o consumidor ver uma moça de 20 anos fazendo propaganda para produto de beleza anti-idade, por exemplo”, afirma Cristina.

O manifesto que critica o etarismo – termo usado para denunciar o preconceito e a discriminação com pessoas mais velhas – acontece poucas semanas antes do início da 57ª edição da São Paulo Fashion Week, evento mais famoso da moda no Brasil, a ser realizado entre 17 e 20 de abril.

Manifesto pede visibilidade às mulheres de mais de 50 anos na moda e na publicidade

Lindas e com mais de 50 anos, assim como outros milhões de mulheres no mundo
Foto: Mauricio Nahas

No exterior, mais recentemente, as mais conhecidas revistas do setor têm dado maior visibilidade às mulheres 50+. Ainda é um movimento tímido, mas bem-vindo. Em agosto do ano passado, por exemplo, na capa da Vogue estavam juntas algumas das modelos mais fotografadas dos anos 80, Cindy Crawford, Naomi Campbell, Linda Evangelista e Christy Turlington.

Manifesto pede visibilidade às mulheres de mais de 50 anos na moda e na publicidade

Décadas mais tarde e as supermodelos dos anos 80 voltam à capa da revista
Foto: divulgação Vogue

Já na edição da Vogue Filipinas, também em 2023, quem ganhou destaque foi Apo Whang-Od, de 106 anos, uma tatuadora tribal, cheia de rugas e esbanjando beleza.

Apo Whang-Od foi o destaque na edição sobre beleza
Foto: divulgação Vogue Filipinas

Em 2022, Maye Musk, de 74 anos, se tornou a mulher mais velha a estampar a capa da Sports Illustrated. Onze anos antes, quando tinha 63, a modelo tinha aparecido nua, com uma barriga de gravidez falsa, na New York Magazine, como chamada de uma matéria sobre mulheres que têm filhos após os 50.

Quantas mulheres no mundo todo não terão visto essas fotos e pensado como é possível envelhecer e continuar se sentindo bonitas, atraentes e de bem com o próprio corpo, apesar das mudanças naturais da idade?

Empresas e marcas de produtos de cosméticos, roupas e outras áreas, assim como agências de publicidade, não podem mais fechar os olhos para essas mulheres.

Manifesto pede visibilidade às mulheres de mais de 50 anos na moda e na publicidade

Maye Musk foi a modelo mais velha a aparecer na capa da famosa revista de esportes americana
Foto: divulgação Sports Illustrated

————————————————-

Agora, o Conexão Planeta também tem um canal no WhatsApp. Se você quiser se inscrever para receber nossas notícias, acesse esse link, ative o sininho e receba as novidades direto no celular

Leia também:
Colegas, políticos, artistas e empresas protestam contra desligamento de famosa jornalista canadense, demitida após deixar cabelo ficar grisalho
Modelo com síndrome de Down e mulheres de “todos os tamanhos, idades e raças” são estrelas da nova coleção da Victoria’s Secret
“Nós, mulheres, sofremos lavagem cerebral para odiar nossos corpos”, diz a atriz Emma Thompson em festival de cinema

Foto de abertura: Mauricio Nahas – assistentes: Vanessa Gomes e Humberto Felga, beleza : Jayme Vasconcelos, tratamento de imagem: Renata de Paula

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE