Mais de 60 animais do parque da polêmica série “A Máfia dos Tigres” serão entregues ao governo dos Estados Unidos

Mais de 60 animais do parque da polêmica série "A Máfia dos Tigres" serão entregues ao governo dos Estados Unidos

Filmada durante vários anos, a série “A Máfia dos Tigres” da Netflix mostra mais uma daquelas histórias bizarras e, infelizmente, reais, que acontecem nos Estados Unidos. Ela conta a trajetória de Joe Exotic, que mantinha felinos em cativeiro num zoológico particular na cidade de Thackerville, no interior de Oklahoma. Além de expor o submundo do tráfico de animais silvestres, o documentário também retratava o embate entre o personagem principal e uma defensora de animais, Carole Baskin (veja trailer, em inglês, ao final deste texto).

Em 2016, Joe Exotic, na verdade Joseph Maldonado-Passage, vendeu o polêmico Tiger King Zoo para o casal Jeff e Lauren Lowe. Em junho último, depois de serem presos por estarem dirigindo sobre o efeito de drogas, os dois foram acusados de maus-tratos a animais, assim como infração à lei de proteção a espécies dos Estados Unidos. No “zoológico”, havia mais de cem leões, tigres, pumas, híbridos de leões e tigres, e outros bichos.

Na semana passada, o governo americano enviou uma notificação aos Lowes informando que eles perderam o direito de “posse dos animais”. Em janeiro, o Departamento de Justiça já havia determinado que eles entregassem todos os filhotes e fêmeas, que seriam encaminhados para locais onde recebessem os devidos cuidados.

“Os Lowes demonstraram um desrespeito chocante pela saúde e bem-estar de seus animais, bem como pela lei”, ressaltou na época o procurador Jonathan Brightbill, da Divisão de Recursos Naturais e Meio Ambiente do Departamento de Justiça.

Em maio, todos os felinos do parque foram recolhidos. Eram 68. Agora os demais animais que ainda viviam no local serão entregues ao governo – porcos-espinhos, linces, raposas, furões e até um camelo.

“Um a um, estamos vendo mais desses lugares terem fim ou animais serem apreendidos, e mais desses animais vão viver em santuários, então mais um passo na direção certa”, comentou Caroline Baskin.

Mais de 60 animais do parque da polêmica série "A Máfia dos Tigres" serão entregues ao governo dos Estados Unidos

Jeff Lowe ao lado de um dos tigres do parque

Crime e extinção de espécies: o mercado do tráfico de animais

Segundo o relatório divulgado no ano passado pelo Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC, na sigla em inglês), “Criminalidade da Vida Selvagem”, 6 mil espécies foram capturadas entre 1999 e 2019 – mamíferos, corais, aves, peixes e cobras.

O levantamento aponta que nenhuma espécie é responsável por mais de 5% das apreensões, nenhum país foi identificado como fonte de mais de 9% do número total de remessas apreendidas e que traficantes de 150 nacionalidades foram identificados, ou seja, o comércio de vida selvagem é um problema global.

O tráfico de animais silvestres é o terceiro maior comércio ilegal do mundo, perdendo apenas para o de armas e de drogas.

Vale lembrar que, no Brasil, qualquer pessoa pode denunciar suspeitas de criação ilegal de animais silvestres por meio da Linha Verde do Ibama pelo telefone 0800-618080.

Abaixo o trailer da série “A Máfia dos Tigres”:

Leia também:
Tráfico de animais silvestres aumenta ameaça de novas pandemias e expansão para comércio digital impõe risco ainda maior à humanidade
Não esqueçamos a origem do coronavírus: parem o tráfico e consumo de animais silvestres imediatamente!
Contra o tráfico, tecnologia inédita ajuda a PF do Amazonas a identificar a origem de animais vendidos em criadouros
Campanha internacional pede fim do comércio de peles de animais e alerta sobre risco de nova pandemia
Traficante russo é preso em São Paulo ao tentar embarcar com mais de 100 animais silvestres vivos

Fotos: divulgação Netflix

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta