Madrid plantará quase 500 mil árvores em corredor verde para combater crise climática e poluição

Madrid plantará quase 500 mil árvores em corredor verde para combater crise climática e poluição

Em 2018, Madrid se tornou a primeira cidade da Europa a proibir carros poluentes no centro da cidade. Naquele ano, a prefeitura da capital da Espanha determinou que só poderiam trafegar no centro veículos com zero emissão de carbono. A medida queria estimular o uso do transporte público e a circulação de pedestres e bicicletas e banir os carros movidos a gasolina ou diesel.

Agora o departamento local de Desenvolvimento Urbanístico, o Desarrollo Urbano del Ayuntamiento de Madrid, anunciou o plantio de quase 500 mil árvores ao redor da cidade, formando uma espécie de muralha verde em torno da capital. O bosque urbano terá cerca de 75 km. O objetivo é que ele ajude a melhorar a qualidade do ar na cidade, reduzir o calor e também, absorver os gases de efeito estufa provenientes das atividades humanas. A intenção ainda é conectar as áreas verdes já existentes na capital.

A expectativa é que, depois de pronta, a muralha verde de árvores consiga absorver por ano 175 mil toneladas de gás carbônico, o CO2, apontado como um dos principais responsáveis pelo aquecimento global. Especialistas afirmam que a temperatura embaixo das árvores é dois graus menor do que em áreas urbanas sem cobertura florestal.

“Tem que ser uma estratégia global; não é só carros, mas uma estratégia para pedestres, criando corredores ambientais em todos os bairros; e acima de tudo, ligando os cidadãos a essa cultura ambiental que eu acho mais do que necessária. Para todas as cidades e enfrentar o futuro com as melhores condições”, afirma Mariano Fuentes, delegado del Desarrollo Urbano del Ayuntamiento de Madrid

A prefeitura também anunciou outras medidas, que fazem parte do plano “Madrid 360 – Avance de la Estrategia de Sostenibilidad Ambiental”, para tornar a cidade mais verde. Uma delas dá incentivos fiscais a moradores que investirem em fachadas e telhados verdes, painéis solares e elementos de sustentabilidade e eficiência energética em suas residências e empresas.

*Com informações do Noticias de Ayuntamiento de Madrid e Euronews

Leia também:
Madrid fará abate e esterilização de periquitos para reduzir superpopulação da ave invasora
Madrid pede para homens “fecharem as pernas” no transporte público
Paris, Madrid, Cidade do México e Atenas dão adeus a carros a diesel

Foto: Vitaliy Zamedyanskiy on unsplah

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta