PUBLICIDADE

Lula e Chris Martin, da banda Coldplay, se encontram para falar de preservação ambiental, Amazônia e combate à fome

Lula e Chris Martin, da banda Coldplay, se encontram para falar de preservação ambiental, Amazônia e combate à fome

Há alguns dias já se espalhava pelas redes sociais a notícia de que o vocalista Chris Martin, líder da banda britânica Coldplay, havia manifestado, à sua produção, o desejo de encontrar Lula antes de deixar o país. E assim foi.

Ontem à noite, 23/3, o presidente se encontrou com Martin e representantes da organização Global Citizen, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, onde acabara de assinar decreto que amplia a Lei Rouanet, em cerimônia que contou com a ministra Margareth Menezes.

(A Global Citizen é uma organização internacional engajada na luta contra a pobreza, pela promoção da justiça social e da equidade. O Coldplay é um dos embaixadores desse movimento mundial que, em 2021 realizou megashow com a participação de mais de 50 artistas  – entre eles, o DJ Alok e artistas indígenas na Amazônia, como contamos aqui, na Amazônia -, em diversas partes do mundo).

PUBLICIDADE

Lula estava na cidade desde cedo para participar de evento no complexo naval de Itaguaí, onde conheceu o submarino Humaitá, produzido no Brasil, e à tarde visitou as obras de reconstrução do Museu Nacional, destruído num incêndio em 2018.

Em suas redes, o presidente disse que ele, Martin e os representantes da Global Citizen conversaram sobre meio ambiente, proteção da Amazônia, combate à fome, sustentabilidade e mudanças climáticas

“Ganhei um violão e não uma pulseira”, brincou no Twitter, relembrando o apelo de Martin ao público brasileiro (como contamos aqui) para que devolva as pulseiras eletrônicas ofertadas na entrada, porque “são muito caras!”. Durante os shows, elas brilham e produzem um lindo espetáculo de luzes.

Segundo levantamento feito pela empresa Live Nation, que gerencia a venda de ingressos da banda, a taxa de retorno das pulseiras nos shows do Morumbi, em São Paulo, foi de 79%, ou seja, abaixo da registrada em Buenos Aires (94%), Santiago (86%) e Bogotá (85%). O pior índice no ranking de devolução e reciclagem. Vergonha!

Show pelo clima, no Brasil, em 2025

Durante a conversa animada, o presidente ainda convidou o grupo para tocar na Conferência sobre Clima da ONU de 2025 (COP30), caso a cidade de Belém, no Pará, seja aprovada como sede da cúpula pela instituição. 

Quando esteve na COP27, no Egito, em dezembro, Lula propôs à ONU que essa edição seja realizada no Brasil e, em janeiro, se comprometeu com o governador paraense Helder Barbalho.

Violão autografado

Lula estava acompanhado por Janja e o casal ganhou, das mãos de Martin, violão autografado por todos os integrantes da banda. No Twitter, Janja publicou vídeo com o registro desse momento e contou que teve até “palhinha do meu amor” (veja no final deste post).

Lula arrisca “uma palhinha” com o violão presenteado por Martin a ele e Janja / Foto: Ricardo Stuckert

Li ironias de veículos da imprensa a respeito do presente – questionando se Lula vai ficar com ele ou é patrimônio do Estado -, mas imagino que, neste caso, não há qualquer dúvida sobre o destino do violão. 

Além dos autógrafos, os músicos fizeram uma dedicatória – “À Lula e Janja, com amor” e desenharam caricaturas dos dois no instrumento. Alguma dúvida de que se trata de um presente pessoal?

Dedicatória dos integrantes do Coldplay para Lula e Janja no violão dado por Chris Martin ao casal / Foto: Ricardo Stuckert

Engajamento, sempre

Coldplay é uma das bandas mais engajadas do planeta. Com mais de 100 milhões de cópias de seus discos vendidos, o grupo tem preocupação crescente com o impacto ambiental do showbizz.

Em 2021, os músicos já haviam anunciado que esta seria uma turnê ecofriendly: a cada ingresso vendido, uma árvore seria plantada. 

E, com todas as ações implementadas em Music of Spheres, sua expectativa é emitir 50% menos dióxido de carbono (CO2), principal gás responsável pelo aquecimento global, do que na turnê anterior.

Por onde passa, a banda também promove ações humanitárias por intermédio da ONG Love Button, que realiza ações de impacto social positivo e da qual o vocalista é embaixador.

Em São Paulo, por exemplo, se uniu à ONG SP Invisível – que atende moradores de rua. Além de distribuir 500 refeições com a ajuda de fãs do grupo em regiões como Santana, na zona norte, e Santa Cecilia, no centro da cidade, levou quatro convidados especiais, assistidos pela organização paulistana, para assistir ao show.  

Foi emocionante como se pode ver pelos relatos do idealizador da SP Invisível, André Soler, e de sua equipe: no showChris Martin cita a ONGdepois do show

A inclusão é outra preocupação da banda. Durante os shows, o Coldplay ainda distribui coletes sensoriais que vibram junto com a frequência das músicas para potencializar a experiência de fãs com deficiência auditiva.

Também oferecem fones de ouvido especiais que podem amplificar o som, atendendo pessoas com baixa audição, ou abafá-lo para quem tem hipersensibilidade sonora. 

No Brasil

A turnê brasileira começou na capital paulista em 10 de março, com três shows, segue agora no Rio de Janeiro (também com três apresentações) e depois para Curitiba (com duas), terminando em 28 de maio.

Agora, veja os tweets de Lula e Janja: o dela com vídeo em que o presidente ‘dá uma palhinha’ no violão presenteado por Martin ao casal.

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE