Lobo-marinho é resgatado em rio no interior do Maranhão, a mais de 160 km do mar

Lobo-marinho é resgatado em rio no interior do Maranhão, a mais de 160 km do mar

O alerta foi dado por moradores da pequena cidade de Arari, no interior do Maranhão. Um lobo-marinho havia sido avistado às margens do rio Mearim, a aproximadamente 165 km do litoral mais próximo.

Diante do fato inédito, foram acionados a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia de Arari e o Instituto Amares, que trabalha com pesquisa e conservação de ecossistemas aquáticos na região.

Apesar de exames iniciais terem demonstrado que o lobo-marinho estava bem, com o passar dos dias, os técnicos perceberam que o animal começou a ficar estressado, talvez por causa da grande presença de pessoas próximas, curiosas com a sua presença.

Com o apoio de outras organizações do país, que têm grande conhecimento na reabilitação de animais marinhos e mamíferos aquáticos, como o Instituto Mamirauá, a Associação R3 Animal e o Instituto de Pesquisas de Cananéia – IpeC, deciciu-se pela remoção do lobo-marinho para o Instituto Argonauta para Conservação Costeira e Marinha, localizado em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, para que de lá, ele possa ser devolvido ao mar.

Até ser possível fazer a viagem, o lobo-marinho ficará no Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) de São Luís. Quando chegou ao local, notou-se que o macho, que atualmente está com 13 kg, estava abaixo de peso e um pouco desidratado.

Por isso, ele ficará sob os cuidados da equipe do local, sendo estabilizado, até que possa ser feita a transferência, de avião, para Ubatuba, que será financiada pela Mineral Engenharia e Meio Ambiente, consultoria que também tem participado dessa grande mobilização de resgate.

Lobo-marinho é resgatado em rio no interior do Maranhão, a mais de 160 km do mar

O animal encontrado no Maranhão é um macho e se encontra bem de saúde

Ainda não se tem ideia de como o lobo-marinho chegou à região de Arari, tão longe do mar. A suspeita é de que deva ter entrado sem querer no braço do rio.

Os lobos-marinhos podem ser observados em toda a América do Sul, na costa do Peru, Chile, Argentina, Uruguai e Brasil. Após o desmame, os filhotes começam a migração sozinhos para buscar alimento. Dependendo do deslocamento de correntes marinhas podem subir mais ao norte do nosso país, como foi o caso do macho que chegou até o Maranhão.

Lobo-marinho é resgatado em rio no interior do Maranhão, a mais de 160 km do mar

O lobo-marinho que chegou ao interior nordestino

Leia também:
Equipes de resgate conseguem salvar 110 baleias encalhadas na Austrália, mas quase 400 morreram
Após resgate e tratamento, tartarugas são devolvidas ao mar no litoral de São Paulo

Fotos: Nathali Ristau

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Deixe uma resposta