Limpeza digital: campanha convida você a ‘faxinar’ seus gadgets e ajudar a reduzir o aquecimento global

Não é só no meio ambiente que jogamos lixo. No mundo digital também! Pare pra pensar em seus e-mails, arquivos, aplicativos, cópias de fotos e vídeos desnecessários que você mantém no celular, tablet ou computador.

Todo esse conteúdo fica armazenado em backups de servidores que oferecem serviços em nuvem e consomem energia ininterruptamente. Pior: 90% dos dados armazenados são inúteis, indicam estudos do setor de Tecnologia da Informação.

Assim, a cada ano, a internet e seus sistemas de suporte produzem cerca de 900 milhões de toneladas de CO2. Isso representa por volta de 7% dos gases de efeito estufa do mundoque intensificam o aquecimento global – e pode aumentar três vezes nesta década, levando a rede de internet a consumir 20% da energia total do planeta.

O desperdício digital tornou-se um problema que precisa ser resolvido com urgência.

Por isso, o movimento World Cleanup Day lançou a campanha Digital Cleanup Day – 20 de março – e convida a todos que fazem uso de gadgets para que comecem a “limpar sua sujeira” e se comprometam a fazer toda a faxina em um mês.

A proposta é que todos se engajem de 20 de março a 20 de abril pra deixar seus aparelhos e espaços digitais livres dos excessos e do desperdício. E, a partir dessa faxina radical, adotem a limpeza no dia a dia, ajudando a combater as mudanças climáticas. Topa?

Limpe tudo e conte sua experiência

Se excluirmos todos os arquivos, aplicativos, fotos e vídeos que não são mais necessários, vamos não apenas economizar uma grande quantidade de CO2, mas também estender a vida útil de nossos gadgets.

Com esta iniciativa certamente nos sentiremos mais equilibrados, pois assumiremos o controle de nossas práticas digitais, adotando novos hábitos como, por exemplo, identificar e deletar tudo que não serve mais rápido. E mais: nos tornaremos mais eficientes e satisfeitos. Que tal?

Funciona mais ou menos como na limpeza de nossas casas. Se as mantemos organizadas, vivemos melhor e sentimos mais alegria.

Se quiser, depois que você limpar seu celular, seus e-mails, seu computador e tablet, compartilhe sua experiência nas redes da campanha e do movimento. Organizações e empresas também podem aderir.

Abaixo, reproduzo as dicas da campanha, pra simplificar. Mas sugiro que você navegue pelo site da campanha para entender um pouco mais sobre tudo que pode ser feito para a limpeza digital do mundo e a redução dos gases de efeito estufa que intensificam o aquecimento global.

Como fazer a faxina

Você pode começar pelo seu celular, que está sempre à mão, e depois se dedicar ao computador, ao tablet e, por fim, mergulhar em seus e-mails.

CELULAR

Remova todos os aplicativos que você não usa há algum tempo ou acessou poucas vezes. Seja honesto com você e ousado!

Exclua – sem pensar – todos os aplicativos e jogos desnecessários e antigos que você baixou, mas nunca usou. Se não o fez até agora, com certeza não vai começar a usá-los mais tarde, amanhã ou depois.

E não se esqueça de limpar aplicativos de mensagens como Whatsapp, Telegram e o “jurássico” SMS.

Muito importante: os aplicativos consomem energia mesmo quando não estão em uso e podem consumir centenas de megabytes mensais de dados para atualizações.

Reveja fotos e vídeos, e exclua tudo que for desnecessário e as cópias. Assim, você pode liberar dezenas de gigabytes do seu valioso armazenamento.

Ah… mais uma parte importantíssima nessa faxina: não se esqueça de excluir todas as contas de usuário (incluindo e-mails) que você incluiu em suas agendas há muitos anos e nunca mais usou. Isso ajuda a melhorar a velocidade do seu telefone e a aumentar o tempo de bateria do celular.

COMPUTADOR

Selecione arquivos importantes, que não podem ser deletados, mas use de muito bom senso para fazer essa distinção. Exclua arquivos duplicados ou inúteis.

Organize suas fotos, excluindo cópias e imagens de baixa qualidade, que vc nunca usaria. Também pesquise seus vídeos e exclua arquivos já assistidos ou desnecessários. Com certeza você vai se surpreender com o que encontrará em seu desktop.

E-MAILS

A faxina dos e-mails é uma das fases mais complicadas e difíceis. coragem e firmeza para apertar o botão EXCLUIR ou marcar tudo, direcionando para a LIXEIRA.

Você pode começar filtrando os e-mails do mais antigo ao mais novo. Ou ainda fazendo a seleção por remetente, como por exemplo, empresas das quais assinou newsletter.

Por falar em newsletter, cancele a assinatura de tudo que não interessa. É muito comum nos acomodarmos em receber boletins informativos todos os dias e nos acostumarmos a deleta-los. Repare na sua energia perdida com isso.

Você também pode selecionar os e-mais por conversas longas com uma única pessoa, selecionar a mais recente e excluir as demais.

Outra boa estratégia é pesquisar por nomes comuns, endereços e palavras para reunir e-mails semelhantes para que possa analisá-los e deletá-los em massa.

Um novo jeito de arquivar

Em vez de enviar e-mails por qualquer motivo, opte por mensagens mais rápidas por aplicativos. Pare de enviar e-mails para dizer ‘ok’ e ‘obrigado’!

Pense muito antes de fazer backup e certifique-se de copiar arquivos necessários e fotos que você adora.

Crie menos “conteúdo rápido” e seja mais intencional com seus vídeos e fotos para depois não ter que perder tempo analisando e deletando.

Pequenas mudanças de hábito relacionadas à Internet como desligar o vídeo durante uma reunião virtual, reduzir a qualidade dos serviços de streaming, diminuir o tempo de jogo, reduzir o tempo nas mídias sociais e, como já comentei, cancelar a assinatura de boletins informativos e listas de e-mail, podem reduzir significativamente sua pegada ambiental! Ser criativo ajuda muito nesta jornada.

Agora, assista ao teaser da campanha:

Com informações da campanha Digital Cleanup Day

Imagens: campanha Digital Cleanup Day

Mônica Nunes

Jornalista com experiência em revistas e internet, escreveu sobre moda, luxo, saúde, educação financeira e sustentabilidade. Trabalhou durante 14 anos na Editora Abril. Foi editora na revista Claudia, no site feminino Paralela, e colaborou com Você S.A. e Capricho. Por oito anos, dirigiu o premiado site Planeta Sustentável, da mesma editora, considerado pela United Nations Foundation como o maior portal no tema. Integrou a Rede de Mulheres Líderes em Sustentabilidade e, em 2015, participou da conferência TEDxSãoPaulo.