PUBLICIDADE

Justiça de Bangladesh proíbe exploração de elefantes e retirada de filhotes da natureza

Justiça de Bangladesh proíbe exploração de elefantes e retirada de filhotes da natureza

Apesar de em muitas nações da Ásia, o elefante ser venerado como um animal sagrado, isso não acontece em Bangladesh, país localizado a leste da Índia, no Golfo de Bengala. Lá, esse que é o maior mamífero terrestre do planeta, é explorado e sofre maus-tratos em circos, em apresentações nas ruas feitas por pessoas pedindo dinheiro ou em trabalhos forçados para carregar toras de madeira. Mas isso deve acabar. Uma decisão da Suprema Corte proibiu a domesticação de elefantes e a ‘adoção’ ou retirada de filhotes da natureza.

A medida foi tomada após pressão de ativistas e organizações de proteção animal, como a People for Animal Welfare (PAW) Foundation, que considerou a decisão um “marco histórico”.

“Em nome do chamado ‘treinamento’ de elefantes, criadores particulares separavam brutalmente os filhotes de suas mães, os acorrentavam durante meses e depois os torturavam para ensinar truques”, denuncia Rakibul Haque Emil, diretor da fundação.

A partir de agora, nenhuma nova licença para exploração de elefantes será concedida e as antigas, emitidas pelo Departamento de Florestas, não serão renovadas. A expectativa é que os animais possam ser reabilitados e reintroduzidos na vida selvagem ou levados para santuários.

Estima-se que só existam cerca de 200 elefantes em Bangladesh, segundo dados da União Internacional para a Conservação da Natureza. Deste total, 100 vivem em cativeiro.

Existem três subespécies reconhecidas do elefante asiático, a observada em Bangladesh é a Elephas maximus indicus, o elefante indiano. Menor que o africano, ele atinge uma altura de até 3,5 metros e peso de 5 toneladas.

Infelizmente, na maior parte da Ásia, populações de elefantes foram sendo reduzidas devido à perda de habitat e à caça ilegal.

*Com informações dos sites da BBC Internacional, Observador e Green Savers

Leia também:
Sri Lanka proíbe uso de plásticos descartáveis para proteger elefantes, animais considerados sagrados no país
Templo na Índia começa a usar elefante mecânico em rituais para evitar crueldade e sofrimento a esses animais
Índia inaugura primeiro hospital de elefantes do país

Foto de abertura: Justin Brockie/Creative Commons/Flickr

Comentários
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Notícias Relacionadas
Sobre o autor
PUBLICIDADE
Receba notícias por e-mail

Digite seu endereço eletrônico abaixo para receber notificações das novas publicações do Conexão Planeta.

  • PUBLICIDADE

    Mais lidas

    PUBLICIDADE