Joe Biden, presidente eleito dos EUA, escolhe apenas mulheres para cargos de comunicação do alto escalão do governo

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, e sua vice, Kamala Harris, estão comprometidos em ter a seu lado profissionais que representem a diversidade do país que ele irá governar a partir de 20 de janeiro. Por isso, nas últimas semanas, eles têm anunciado o nome dos futuros integrantes da administração, e entre eles, aparecem imigrantes e muitas mulheres, das mais diferentes raças e idades.

E não poderia ser diferente com a área de comunicação. Pela primeira vez na história, o time da Casa Branca que cuidará da relação com a imprensa será todo formado por mulheres.

“Tenho o orgulho de anunciar hoje a primeira equipe sênior de comunicação da Casa Branca composta inteiramente por mulheres. Essas profissionais qualificadas e experientes trazem perspectivas diversas para seu trabalho e um compromisso compartilhado para reconstruir este país”, afirmou Biden em um comunicado.

Kate Bedingfield, que atuou como diretora de comunicação da campanha do então candidato será a diretora para a mesma área na Casa Branca, em Washington D.C., capital dos Estados Unidos.

Das sete mulheres que farão parte da equipe, três são negras. Todas já trabalharam em importantes cargos antes, inclusive, durante o governo do ex-presidente, Barack Obama.

“Comunicar-se direta e verdadeiramente com o povo americano é um dos deveres mais importantes de um presidente e esta equipe terá a enorme responsabilidade de conectar o povo americano à Casa Branca”, reforçou Biden.

Nesta segunda-feira, também foram anunciados os nomes da equipe econômica do novo governo. Entre os seis indicados, quatro são mulheres. O cargo de Secretária doTesouro ficará com Janet Louise Yellen, uma economista de 74 anos. Ela chefiou o Federal Reserve Bank – o Banco Central americano -, mas perdeu o cargo quando Donald Trump foi eleito presidente.

Na semana passada, Alejandro Mayorkas, que nasceu em Cuba, foi indicado para chefiar o Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos. Já Avril Haines será a primeira mulher a comandar o Departamento de Inteligência do país.

Leia também:
Médica brasileira faz parte de força-tarefa anunciada por Biden para combater coronavírus nos Estados Unidos
Quais são os compromissos do recém-eleito presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, para o combate à crise climática


Fotos: reprodução Facebook Joe Biden

Suzana Camargo

Jornalista, já passou por rádio, TV, revista e internet. Foi editora de jornalismo da Rede Globo, em Curitiba, onde trabalhou durante 6 anos. Entre 2007 e 2011, morou na Suíça, de onde colaborou para publicações brasileiras, entre elas, Exame, Claudia, Elle, Superinteressante e Planeta Sustentável. Desde 2008 , escreve sobre temas como mudanças climáticas, energias renováveis e meio ambiente. Depois de dois anos e meio em Londres, vive agora em Washington D.C.

Um comentário em “Joe Biden, presidente eleito dos EUA, escolhe apenas mulheres para cargos de comunicação do alto escalão do governo

  • 1 de dezembro de 2020 em 8:32 AM
    Permalink

    Esse (parece) é o cara que merece aquele abraço.

    Resposta

Deixe uma resposta